Venezuela alerta os EUA contra interferência após interceptar navio da ExxonMobil

Caracas rejeitou fortemente à resposta de Washington após interceptação de um navio de exploração de petróleo da ExxonMobil pelas autoridades venezuelanas, declarou o Ministério de Relações Exteriores da Venezuela

Venezuela alerta os EUA contra interferência após interceptar navio da ExxonMobil
Venezuela alerta os EUA contra interferência após interceptar navio da ExxonMobil (Foto: Carlos Garcia Rawlins)

Sputnik Brasil - Caracas rejeitou fortemente à resposta de Washington após interceptação de um navio de exploração de petróleo da ExxonMobil pelas autoridades venezuelanas, declarou o Ministério de Relações Exteriores da Venezuela.

Na noite de sábado, o Ministério das Relações Exteriores da Guiana disse que a Marinha Bolivariana da Venezuela havia interceptado um navio de exploração de petróleo que operava dentro das águas territoriais do país sob a bandeira das Bahamas e em nome da corporação de petróleo e gás americana ExxonMobil. Caracas, por sua vez, insistiu que não havia um, mas dois navios de exploração de petróleo, e eles haviam cruzado ilegalmente a fronteira venezuelana.

O incidente ocorreu em territórios disputados que são referidos pela Venezuela como Guayana Esequiba. O local é reivindicado também pela Guiana desde o século XIX e fez aumentar as tensões e entre Caracas e Georgetown em 2015, quando a Guiana concedeu uma licença à ExxonMobil para explorar a região rica em petróleo.

O Departamento de Estado dos EUA pediu que a Venezuela "respeitasse" a soberania dos vizinhos.

"O governo da República Bolivariana da Venezuela categoricamente rejeita a declaração do Departamento de Estado dos EUA sobre as ações soberanas em 23 de dezembro pela Marinha Bolivariana para a proteção rigorosa das águas da Venezuela", disse a chancelaria venezuelana em um comunicado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247