Venezuela diz na ONU que Bolsonaro age de forma intervencionista e criminosa

A representação da Venezuela na ONU publicou uma nota nesta quarta-feira (1º/5) aos países-membros da organização acusando o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, junto com 11 autoridades internacionais, de agir de "de forma intervencionista e criminosa" após a convocação do líder oposicionista, Juan Guaidó, para derrubar o governo

Venezuela diz na ONU que Bolsonaro age de forma intervencionista e criminosa
Venezuela diz na ONU que Bolsonaro age de forma intervencionista e criminosa

Sputnik - A representação da Venezuela na ONU publicou uma nota nesta quarta-feira (1º/5) aos países-membros da organização acusando o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, junto com 11 autoridades internacionais, de agir de "de forma intervencionista e criminosa" após a convocação do líder oposicionista, Juan Guaidó, para derrubar o governo.

"Os eventos não foram nada mais do que uma operação midiática de desestabilização apoiada na cumplicidade imediata de forças externas", diz a nota venezuelana às Nações Unidas.

O embaixador venezuelano na ONU, Samuel Moncada (foto), que assina a nota, lista os presidentes do Brasil, Colômbia, Argentina, Paraguai, Equador, Panamá, entre outros, acusando-os de agir de "forma intervencionista e criminosa". O comunicado também acusa estes líderes de estimular publicamente militares venezuelanos a seguir o chamado de Guaidó e derrubar Maduro, além de ameaçar abertamente usar a força — caso dos norte-americanos.

A Venezuela enfrenta uma crise política que começou em janeiro, quando o líder da oposição Juan Guaidó, apoiado pelos EUA, proclamou-se o presidente interino do país em uma tentativa de desafiar a reeleição do presidente Nicolás Maduro.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247