Venezuela diz que EUA têm plano neocolonialista

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, disse que os Estados Unidos estão intensificando ataques econômicos e políticos contra a nação sul-americana, especialmente desde janeiro deste ano para evitar o processo de independência e tentar retornar ao neocolonialismo

AVN - O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, disse que os Estados Unidos estão intensificando ataques econômicos e políticos contra a nação sul-americana, especialmente desde janeiro deste ano para evitar o processo de independência e tentar retornar ao neocolonialismo.  "

A Venezuela está no centro da controvérsia. Um povo independente, determinado a ser livre e a proteger seus recursos. Isso coloca-a no centro do ataque para transformá-la em uma neocolônia e evitar processo de independência, e também porque tem um processo político e ideológico de natureza socialista ", disse Arreaza na quinta-feira (27) durante sua participação no Seminário Internacional sobre medidas coercivas unilaterais e seus impactos, realizado em Viena, Áustria.  

O chanceler deu uma visão geral das doutrinas e políticas de dominação histórica que levaram os EUA a justificar invasões, como a Doutrina Monroe. Ele se referiu também à resistência da América Latina contra a imposição deste modelo.   

Arreaza lamentou que alguns governos latino-americanos e europeus, submetidos e subordinados ao império, se dediquem a legitimar ações intervencionistas contra a soberania da Venezuela.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247