Venezuela rebate Bolsonaro e diz que trabalhará pela paz na América do Sul

A Venezuela considera perigosas as declarações sobre o futuro do país pelos presidentes Trump e Bolsonaro e está decidida a continuar atuando para garantir a paz na região, disse o Ministério de Relações Exteriores: "O governo venezuelano continuará trabalhando em conformidade com a lei internacional para garantir a criação de uma zona de paz na América Latina e no Caribe"; durante sua visita aos Estados Unidos, Bolsonaro se comportou como capacho de Trump e prometeu que o Brasil continuará apoiando os esforços estadunidenses para derrubar o presidente venezuelano Nicolás Maduro mesmo que seja pela via militar

Venezuela rebate Bolsonaro e diz que trabalhará pela paz na América do Sul
Venezuela rebate Bolsonaro e diz que trabalhará pela paz na América do Sul

247 - A Venezuela considera perigosas as declarações sobre o futuro do país pelos presidentes Trump e Bolsonaro e está decidida a continuar atuando para garantir a paz na região, disse o Ministério de Relações Exteriores: "O governo venezuelano continuará trabalhando em conformidade com a lei internacional para garantir a criação de uma zona de paz na América Latina e no Caribe". Durante sua visita aos Estados Unidos, Bolsonaro se comportou como capacho de Trump e prometeu que o Brasil continuará apoiando os esforços estadunidenses para derrubar o presidente venezuelano Nicolás Maduro mesmo que seja pela via militar.

"O governo venezuelano expressa sua forte rejeição às declarações perigosas feitas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, e pelo presidente brasileiro Jair Bolsonaro em 19 de março… O governo venezuelano continuará trabalhando em conformidade com a lei internacional para garantir a criação de uma zona de paz na América Latina e no Caribe", disse o comunicado.

Na terça-feira (19), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu colega brasileiro, Jair Bolsonaro, realizaram conversas e reiteraram apoio ao líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó. Quando perguntado sobre a possibilidade de uma intervenção militar na Venezuela, Trump disse que "todas as opções estão abertas".

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247