Veterana do Exército americano é presa por enviar dinheiro a terroristas na Síria

De acordo com a acusação, Bell utilizou aplicativos criptografados, a partir de fevereiro de 2017, para se comunicar com combatentes baseados na Síria, e prover assistência aos mesmos, que eram integrantes da Frente al-Nusra

Douma, Síria
Douma, Síria (Foto: REUTERS/Bassam Khabieh)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Uma ex-soldado norte-americana está sendo acusada de enviar dinheiro e prestar assessoria a um grupo terrorista sírio após sua detenção nesta quarta-feira (25), informou o Departamento de Justiça dos EUA em comunicado.

Segundo a nota, a veterana deverá se apresentar por videoconferência em uma audiência diante da magistrada Cathy Waldor, do distrito de Nova Jersey, na tarde desta quarta-feira (25).

"Maria Bell, também conhecida como 'Maria Sue Bell', 53 anos, de Hopatcong, Nova Jersey, é acusada de ocultar conscientemente o fornecimento de suporte material ou recursos para uma organização estrangeira designada como terrorista", diz o comunicado.

Mulher do condado de Sussex acusada de ocultar o financiamento a terroristas sírios da Frente al-Nusra, uma organização terrorista estrangeira.

De acordo com a acusação, Bell utilizou aplicativos criptografados, a partir de fevereiro de 2017, para se comunicar com combatentes baseados na Síria, e prover assistência aos mesmos, que eram integrantes da Frente al-Nusra (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países), que também é conhecida como ​Hayat Tahrir al-Sham.

Além disso, Bell providenciou dinheiro para um integrante do grupo terrorista na Síria, identificado na acusação como "Usuário 1", de acordo com a nota.

Em milhares de mensagens aos combatentes do grupo, Bell citou sua experiência profissional - entre eles o seu treinamento especializado em armas enquanto estava na ativa no Exército norte-americano e na Guarda Nacional - para prover orientação sobre segurança operacional e compras de armas de fogo, segundo o comunicado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247