Vice-premiê russo ironiza sanções de Obama

"Camarada Obama: o que o senhor vai fazer contra aqueles que não têm contas ou propriedades no exterior? Ou o senhor não pensou nisso?", escreveu Dmitry Rogozin no Twitter; o político está na lista dos que sofrerão com as sanções impostas pelos EUA à Rússia e à Ucrânia, como bloqueio de bens e proibição de viagens

"Camarada Obama: o que o senhor vai fazer contra aqueles que não têm contas ou propriedades no exterior? Ou o senhor não pensou nisso?", escreveu Dmitry Rogozin no Twitter; o político está na lista dos que sofrerão com as sanções impostas pelos EUA à Rússia e à Ucrânia, como bloqueio de bens e proibição de viagens
"Camarada Obama: o que o senhor vai fazer contra aqueles que não têm contas ou propriedades no exterior? Ou o senhor não pensou nisso?", escreveu Dmitry Rogozin no Twitter; o político está na lista dos que sofrerão com as sanções impostas pelos EUA à Rússia e à Ucrânia, como bloqueio de bens e proibição de viagens (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O vice-primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Rogozin, ironizou nesta segunda-feira 17 a decisão do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de aplicar sanções a russos e ucranianos, como a proibição de viagens e o congelamento de bens. A primeira fase da ação será contra 21 pessoas, incluindo políticos responsáveis pela organização do referendo de domingo na Crimeia.

"Camarada Obama: o que o senhor vai fazer contra aqueles que não têm contas ou propriedades no exterior? Ou o senhor não pensou nisso?", escreveu Rogozin em sua conta no Twitter. Os sancionados, entre eles Rogozin, tiveram quaisquer propriedades, bens ou rendimentos nos Estados Unidos bloqueados.

Obama alertou que se a intervenção de Moscou na Crimeia continuar, novas medidas serão tomadas pela Casa Branca. "Vamos continuar a deixar claro que mais provocações não vão levar a nada, senão a um maior isolamento da Rússia e a uma diminuição de seu espaço no mundo", disse Obama. "Se a Rússia continuar a interferir na Ucrânia, estaremos preparados para impor mais sanções", disse o presidente dos EUA.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email