Visita de Lavrov fortaleceu relações entre Rússia e Cuba

A visita do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, a Cuba mostrou o fortalecimento das relações bilaterais, hoje descritas como excelentes

(Foto: Prensa Latina)

Prensa Latina - A visita do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, a Cuba mostrou o fortalecimento das relações bilaterais, hoje descritas como excelentes.  

Lavrov foi recebido na quarta-feira (24) pelo presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, a quem expressou satisfação com o excelente estado das relações bilaterais, baseado nos laços históricos de amizade entre os dois povos e governos, disse uma nota oficial.  

A informação acrescentava que o presidente cubano e o ministro das Relações Exteriores da Rússia concordaram com a disposição de trabalhar para seu contínuo fortalecimento e intercâmbio em questões da agenda internacional.  

O chefe da diplomacia russa também assistiu à reinauguração da Estátua da República no Capitólio Nacional, juntamente com o primeiro secretário do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, e outras autoridades.  Lá, ele reiterou que Cuba é um parceiro estratégico para Moscou e destacou o resultado satisfatório da restauração da Estátua por uma equipe de especialistas de seu país.  

Após a inauguração do trabalho de restauração da estátua da República de Cuba no Capitólio Nacional, o general do Exército Raúl Castro Ruz conversou com Lavrov.   Durante a reunião, eles expressaram satisfação mútua pelo excelente estado das relações bilaterais e concordaram com a vontade de trabalhar por seu contínuo fortalecimento.  

Eles também trocaram opiniões sobre temas da situação internacional.  

A agenda da delegação russa também incluiu uma coletiva de imprensa conjunta com o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodriguez, na sede do Ministério das Relações Exteriores.  

Os dois chanceleres expressaram a disposição de seus países de continuar fortalecendo laços de amizade e cooperação diante das medidas dos EUA.  

Cuba e Rússia têm uma alta coincidência na visão dos diferentes temas da agenda internacional, na defesa da paz e no papel das instituições internacionais.   

O Governo cubano tem a participação efetiva de empresas russas nos Planos de Desenvolvimento Econômico até 2030 e atribui especial importância a projetos conjuntos em setores como energia, transporte, indústria e biotecnologia  Havana também aprecia a firme posição de Moscou em sua luta pelo fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial imposto pelos Estados Unidos.  

Por sua vez, Cuba se opõe a qualquer política de aplicação de sanções e particularmente aquelas adotadas contra o povo e o governo russos.  Cuba e Rússia estabeleceram relações diplomáticas em 1942 com a então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, as quais foram  interrompidas em 1952 até que o governo revolucionário retomou os laços em 8 de maio de 1960.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247