Visita de Xi Jinping à Europa vai impulsionar parceria China-UE, diz chanceler

O chanceler da China, Wang Yi, declarou nesta segunda-feira (18) que espera que a próxima visita do presidente chinês, Xi Jinping, à Europa impulsione mais a parceria estratégica abrangente China-União Europeia (UE); Wang fez os comentários em Bruxelas em uma coletiva de imprensa conjunta com Federica Mogherini, alta representante da UE para Assuntos Exteriores e Política de Segurança.

Visita de Xi Jinping à Europa vai impulsionar parceria China-UE, diz chanceler
Visita de Xi Jinping à Europa vai impulsionar parceria China-UE, diz chanceler

247, com Xinhua - O chanceler da China, Wang Yi, declarou nesta segunda-feira (18) que espera que a próxima visita do presidente chinês, Xi Jinping, à Europa impulsione mais a parceria estratégica abrangente China-União Europeia (UE).

Wang fez os comentários em Bruxelas em uma coletiva de imprensa conjunta com Federica Mogherini, alta representante da UE para Assuntos Exteriores e Política de Segurança.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores chinês, Xi realizará visitas de Estado à Itália, Mônaco e França de 21 a 26 de março.

Wang indicou que escolher a Europa como a primeira viagem ao exterior do presidente chinês este ano mostra que a China atribui uma grande importância ao continente.

Itália e França são membros importantes da UE, e a próxima visita será um momento de destaque nas relações China-UE no ano, disse Wang.

A viagem envia uma mensagem clara de que, apesar das mudanças nas circunstâncias internacionais, a China sempre considera a UE como um parceiro importante para a cooperação estratégica, e trata de seus laços com a Europa como uma prioridade diplomática.

Wang também afirmou que as respectivas relações da China com França, Itália e Mónaco resistiram aos testes das transformações das situações internacionais, e se sobressaíram como exemplos de cooperação amistosa entre países de sistemas diferentes.

Ele assinalou que a visita de Xi coincide com o 55º aniversário das relações diplomáticas China-França e com o 100º aniversário do programa de trabalho e estudo na França. O chanceler ainda acrescentou que no próximo ano se comemorará o 50º aniversário das relações diplomáticas China-Itália.

A visita a Mônaco também será a primeira viagem de um presidente chinês ao país, revelou Wang, acrescentando que isso demonstra a visão duradoura da China de que todos os países são iguais independentemente de seu tamanho.

A visita a três países europeus será "uma viagem para consolidar a amizade, aprofundar a cooperação e engajar uma comunicação estratégica", acrescentou Wang.

Wang disse que a visita promoverá a estabilidade e o multilateralismo em um mundo que muda rapidamente e acrescentou que também promoverá a conectividade no bloco eurasiático e impulsionará o crescimento sustentável da economia global.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247