“Voltamos a ter presos políticos”, diz juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos

Uma das maiores referências da área jurídica, Eugenio Raúl Zaffaroni, ministro da Suprema Corte Argentina de 2003 a 2014 e, desde 2015, juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, chamou a atenção para a volta de presos políticos na democracia; ele também destacou a realidade de exclusão social presente na América Latina e reforçada pela mídia comercial e monopolista e se disse preocupado com o sistema penal brasileiro; para ele, há um processo de banalização das prisões, uma situação que reproduz a violência

“Voltamos a ter presos políticos”, diz juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos
“Voltamos a ter presos políticos”, diz juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos (Foto: Joana Berwanger/Sul21)

Dri Delorenzo, Revista Fórum - Uma das maiores referências da área jurídica, Eugenio Raúl Zaffaroni esteve em Porto Alegre na última semana para participar como conferencista do colóquio sobre a democracia e a midiatização do processo judicial, promovido pelo Instituto Novos Paradigmas (INP), que tem como presidente de seu conselho o ex-ministro da Justiça e ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro.

Zaffaroni, ministro da Suprema Corte Argentina de 2003 a 2014 e, desde 2015, juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, chamou a atenção para a volta de presos políticos na democracia. E destacou a realidade de exclusão social presente na América Latina e reforçada pela mídia comercial e monopolista. Sobre o Brasil, o jurista se disse preocupado com o sistema penal. Afirmou que há um processo de banalização das prisões, uma situação que reproduz a violência. 

Leia a íntegra da matéria. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247