Xi Jinping recebe em Pequim secretário da Defesa dos EUA

O presidente da China, Xi Jinping, reuniu-se na quarta-feira (27) em Pequim com o secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis

Xi Jinping recebe em Pequim secretário da Defesa dos EUA
Xi Jinping recebe em Pequim secretário da Defesa dos EUA (Foto: Amber I. Smith/Army)

247, com Diário do Povo - O presidente da China, Xi Jinping, encontrou-se com o secretário da Defesa dos Estados Unidos, James Mattis. As duas potências ressaltaram a cooperação que pode haver entre elas, inclusive no terreno militar, em nome da multipolaridade e da paz mundial.

Xi declarou que o mundo está passando por um período de grandes acontecimentos, transformações e reajustes. As tendências da multipolaridade mundial e da globalização econômica estão se desenvolvendo profundamente, e os países têm se tornando cada vez mais interdependentes.

O povo chinês está construindo um grande país socialista moderno, e a China manterá o caminho do desenvolvimento pacífico, afirmou Xi, acrescentando que a China não seguirá o caminho do expansionismo e colonialismo nem causará caos ao mundo.

Xi declarou que as relações entre a China e os Estados Unidos estão entre os laços laços bilaterais mais importantes no mundo.

A história e a realidade desde o estabelecimento das relações diplomáticas bilaterais, há quase 40 anos, demonstram que o desenvolvimento saudável dos laços China-EUA pode beneficiar os povos dos dois países e do mundo, o que também contribui para a paz, a estabilidade e a prosperidade mundiais e regionais, disse Xi.

A China e os Estados Unidos compartilham interesses em amplas áreas e pontos em comum que superam em muito as diferenças, disse Xi.

O Oceano Pacífico tem vastidão suficiente para acomodar a China e os Estados Unidos, assim como outros países, disse o presidente.

A China e os Estados Unidos devem promover o desenvolvimento das relações bilaterais com base no princípio de respeito mútuo e de cooperação de benefício mútuo, disse Xi.

"Quando vemos os interesses comuns entre a China e os Estados Unidos, não fugimos das diferenças."

"Nossa posição é firme e clara no que diz respeito à soberania e integridade territorial da China", disse Xi, que acrescentou que "nenhuma polegada do território deixado pelos antepassados pode ser perdida, e nós não queremos nada dos outros".

Xi disse que as relações militares, parte importante das relações bilaterais, mantêm um saudável ímpeto de desenvolvimento nos últimos anos.

"Há muito tempo é reconhecido que os verdadeiros especialistas em assuntos militares não desejam empregar meios militares para resolver os problemas."

Xi indicou que os intercâmbios militares e a construção institucional fortalecidos em diversos níveis ajudam a dissipar dúvidas e impedir mal-entendidos, erros de cálculo e acidentes.

Xi espera que os dois exércitos fortaleçam a comunicação, aumentem a confiança mútua, aprofundem a cooperação, administrem e controlem riscos e promovam os laços militares para que sejam um estabilizador das relações bilaterais.

Mattis declarou que os Estados Unidos atribuem grande importância às relações entre os dois países e os dois exércitos e que os laços militares têm um papel vital nas relações bilaterais.

Mattis disse que, guiados pelo consenso alcançado pelos chefes de Estado dos dois países, os Estados Unidos estão dispostos a fortalecer a comunicação estratégica, expandir a cooperação de benefício mútuo, administrar e controlar as diferenças e riscos e evitar conflitos e confrontações, para permitir que as relações militares sejam um fator construtivo na promoção do desenvolvimento das relações bilaterais.

Mattis transmitiu as saudações do presidente norte-americano, Donald Trump, a Xi, que pediu a Mattis que transmita suas saudações a Trump.

Da reunião também participaram diversas autoridades, incluindo o conselheiro de Estado e ministro da Defesa Nacional da China, Wei Fenghe.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247