Yair Lapid, que será primeiro-ministro de Israel na nova coalizão, disse que irá se afastar de políticos como Bolsonaro

Yair Lapid, ex-estrela da televisão israelense que tirou Netanyahu do poder e vai alternar cargo de primeiro-ministro com Naftali Bennett, diz que tem uma causa comum com liberais como Macron e Mark Rutte

(Foto: AFP/Arquivos)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O centrista Yair Lapid, ex-estrela da televisão que venceu, neste domingo (13), as eleições em Israel, afirmou em 2019, em entrevista ao The New York Times, que enquanto Binyamin Netanyahu se alinhou com populistas de direita como Jair Bolsonaro do Brasil e Viktor Orban da Hungria, ele vê uma causa comum com liberais como o francês Emmanuel Macron e Mark Rutte da Holanda.

Ele disse ainda esperar que tais políticos representem “um retorno dos líderes civis moderados” que entendem “os riscos e perigos do populismo”.

A frente que elegeu Yair Lapid venceu as eleições por estreita margem, de 60 votos a favor e 59 contrários, e acabaram com a era Binyamin Netanyahu, que durou 12 anos, a trajetória mais longeva de um governante do país.

PUBLICIDADE

A coalizão de oito partidos que apoia o novo primeiro-ministro é muito ampla e vai da esquerda radical à direita nacionalista: são dois partidos de esquerda; dois partidos de centro; três partidos de direita; um partido árabe (o conservador Ra’am), pela primeira vez num governo de Israel.

O acordo da coalizão, baseado em um rodízio, prevê que o líder da direita radical, Naftali Bennett, assumiria o governo nos primeiros 18 meses e depois Lapid tomará as rédeas.

O principal objetivo da frente era remover Netanyahu, de 71 anos, que está sendo julgado há um ano por suspeita de corrupção. Protestos pedindo sua renúncia ocorrem há meses. O último deles foi na noite de sábado.

PUBLICIDADE

Em frente à sua residência oficial em Jerusalém, os manifestantes não esperaram a votação no Parlamento para celebrar a “queda” do “rei Bibi”, o apelido de Netanyahu, que foi chefe de governo de 1996 a 1999 e, depois, de 2009 a 2021.

Bennett é o chefe do partido de direita Yamina e vai liderar o país pelos primeiros dois anos, e depois por Yair Lapid por um período equivalente.

Leia mais na Fórum

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes do 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email