Zelensky assina lei que proíbe partidos políticos a favor da Rússia na Ucrânia

O projeto de lei foi aprovado pelo Parlamento ucraniano em 3 de maio

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/YouTube)


Sputnik Brasil - O presidente ucraniano Vladimir Zelensky sancionou uma lei que proíbe partidos que são "anti-ucranianos por natureza" e cujas atividades visam minar a soberania e a integridade territorial da Ucrânia.

As informações foram dadas pela agência de notícias Strana.ua neste sábado (14).

O projeto de lei (que proíbe atividades de partidos como Plataforma de Oposição - Pela Vida, Partido de Shariy, Nashi, Bloco de Oposição, Oposição de Esquerda, União de Forças de Esquerda, Derzhava, Partido Socialista Progressivo da Ucrânia, Partido Socialista da Ucrânia) foi aprovado pelo Parlamento ucraniano em 3 de maio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Rússia lançou uma operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, depois que as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pediram ajuda para se defender dos ataques perpetrados pelas forças ucranianas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desde então, os aliados da Ucrânia têm fornecido assistência financeira e armas a Kiev e introduzido uma miríade de sanções econômicas e ideológicas contra Moscou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pela primeira vez, as restrições incluem a desconexão parcial da Rússia do sistema SWIFT, o congelamento de suas reservas internacionais, o embargo à importação de alguns agentes de energia, bem como o fechamento de espaço aéreo, portos e estradas para transportadoras russas.

De acordo com o banco de dados Castellum.AI, a Rússia é agora o país mais atingido pelas sanções, à frente do Irã, Síria, Coreia do Norte e Venezuela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desde meados de fevereiro, mais de 7.600 novas medidas restritivas foram ativadas em relação à Rússia, além das mais de 2.750 que já estavam em vigor.

Centenas de empresas anunciaram desde o final de fevereiro a decisão de suspender seus negócios com a Rússia e dentro do país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email