À PGR, deputados pedem afastamento de Cunha do impeachment

Um grupo de deputados federais, entre eles Jandira Feghali, Henrique Fontana, Paulo Teixeira, Vicentinho, Maria do Rosário e Afonso Florence, protocolaram na Procuradoria Geral da República um pedido de afastamento de Eduardo Cunha do processo de abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Na medida que Cunha comete tantas ilegalidades sob interesse dele e da sua opinião política, ele não pode mais comandar o processo", disse Jandira

Um grupo de deputados federais, entre eles Jandira Feghali, Henrique Fontana, Paulo Teixeira, Vicentinho, Maria do Rosário e Afonso Florence, protocolaram na Procuradoria Geral da República um pedido de afastamento de Eduardo Cunha do processo de abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Na medida que Cunha comete tantas ilegalidades sob interesse dele e da sua opinião política, ele não pode mais comandar o processo", disse Jandira
Um grupo de deputados federais, entre eles Jandira Feghali, Henrique Fontana, Paulo Teixeira, Vicentinho, Maria do Rosário e Afonso Florence, protocolaram na Procuradoria Geral da República um pedido de afastamento de Eduardo Cunha do processo de abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Na medida que Cunha comete tantas ilegalidades sob interesse dele e da sua opinião política, ele não pode mais comandar o processo", disse Jandira (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um grupo de deputados federais, entre eles Jandira Feghali, Henrique Fontana, Paulo Teixeira, Vicentinho, Maria do Rosário e Afonso Florence, protocolaram na Procuradoria Geral da República um pedido de afastamento de Eduardo Cunha do processo de abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"Protocolamos agora na PGR representação suprapartidária pedindo que Cunha seja afastado do comando do impeachment", publicou Jandira em seu Twitter.

"Nós ganhamos ontem a cautelar com Fachin que suspendeu o processo golpista do impeachment, as medidas ilegais e inconstitucionais de Cunha. Na medida que Cunha comete tantas ilegalidades sob interesse dele e da sua opinião política, ele não pode mais comandar o processo aqui dentro. E no processo pedimos que a PGR encaminhe ao ministro Fachin, na ADPF já protocolada, que Cunha seja afastado", explicou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247