Alckmin adere a prévias no PSDB e não vê favorito

Governador de São Paulo defende prévias "amplas", reforçando o que pregou ontem Aécio Neves, que tem o apoio da maioria do partido para se candidatar à presidência em 2014; na linha dos aliados de José Serra, Geraldo Alckmin afirmou, porém, que favoritismo do senador mineiro não é fato consumado, e comparou processo com as eleições dos EUA de 2007; "Na época, se dizia que a candidata dos democratas seria Hillary Clinton. E ninguém falava de Barack Obama"; será que Serra deve ser a "revelação" do PSDB, na concepção de Alckmin?

Governador de São Paulo defende prévias "amplas", reforçando o que pregou ontem Aécio Neves, que tem o apoio da maioria do partido para se candidatar à presidência em 2014; na linha dos aliados de José Serra, Geraldo Alckmin afirmou, porém, que favoritismo do senador mineiro não é fato consumado, e comparou processo com as eleições dos EUA de 2007; "Na época, se dizia que a candidata dos democratas seria Hillary Clinton. E ninguém falava de Barack Obama"; será que Serra deve ser a "revelação" do PSDB, na concepção de Alckmin?
Governador de São Paulo defende prévias "amplas", reforçando o que pregou ontem Aécio Neves, que tem o apoio da maioria do partido para se candidatar à presidência em 2014; na linha dos aliados de José Serra, Geraldo Alckmin afirmou, porém, que favoritismo do senador mineiro não é fato consumado, e comparou processo com as eleições dos EUA de 2007; "Na época, se dizia que a candidata dos democratas seria Hillary Clinton. E ninguém falava de Barack Obama"; será que Serra deve ser a "revelação" do PSDB, na concepção de Alckmin? (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu nesta quarta-feira 21 prévias "amplas" no PSDB para a escolha do candidato à presidência da República de 2014. "Eu acho que quanto mais ampliar a consulta melhor para aquele que for escolhido. (...) É um formato que eu acho que é aberto. Nos Estados Unidos, até quem não é filiado pode votar, mas aí é mais complicado", disse o tucano, depois de participar de um evento no Palácio dos Bandeirantes nesta manhã.

O discurso de Alckmin reforça o que disse nesta terça-feira o senador Aécio Neves (PSDB-MG), nome que tem o apoio da maioria do partido para a candidatura do ano que vem. Num recado ao ex-governador José Serra, que também quer ser candidato pelo PSDB, Aécio declarou que "continua achando que [as prévias] são instrumentos importantes", lembrando que fez a sugestão à legenda em 2009. Ironizando a nova defesa de Serra, disse que "até saúda" os que "evoluíram de posição" e passaram a defender a escolha interna.

Segundo Alckmin, que afirmou sempre defender o modelo de prévias para a escolha do candidato ao Planalto, a votação não precisaria ser feita até outubro deste ano, uma vez que ainda há um ano e meio para isso. Caso as prévias sejam realizadas apenas em 2014, a situação de Serra se torna mais complicada. O ex-governador tem até outubro para mudar de partido, caso decida se candidatar por outra sigla, como o PPS.

O governador paulista se juntou aos aliados de José Serra ao afirmar que o favoritismo de Aécio não é fato consumado. E comparou a situação com as eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2007. "Na época, se dizia que a candidata dos democratas seria Hillary Clinton, que ela já estava escolhida. E ninguém falava de Barack Obama. No entanto, durante as primárias americanas, ele foi uma revelação", disse Alckmin. Resta saber se haverá "revelação" do PSDB em 2014.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email