Alckmin atrai aliados do PT contra Haddad

O governador de SP j havia amarrado o apoio do PP ao entregar a um apadrinhado de Paulo Maluf a presidncia da CDHU. Agora, se aproxima do PSB e PDT. S falta o nome do candidato tucano aparecer

Alckmin atrai aliados do PT contra Haddad
Alckmin atrai aliados do PT contra Haddad (Foto: MARCIO FERNANDES/AGÊNCIA ESTADO)

247 – Fernando Haddad está tão isolado em São Paulo que uma aliança com o ex-inimigo Gilberto Kassab (PSD) surge como uma das poucas alternativas no momento. Isso porque, a sigla tem tido dificuldade em convencer os costumeiros aliados a apoiar a candidatura do petista para a prefeitura.

Geraldo Alckmin é um dos responsáveis por isso. Segundo o blogueiro Josias de Souza, no esforço para reduzir as dimensões do palanque e da vitrine televisiva de Haddad, o governador tucano de São Paulo achega-se a legendas que, em Brasília, integram o condomínio governista.

Alckmin já havia amarrado o apoio do PP ao entregar a um apadrinhado de Paulo Maluf a presidência da estatal CDHU (Cia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). Agora, se aproxima do PSB e PDT.

Amigo de Lula e aliado de Kassab no plano federal, o governador de Pernambuco Eduardo Campos, presidente do PSB, fez um pedido a Alckmin. Rogou-lhe que retirasse o PSDB do páreo na disputa pelas prefeituras de dois estratégicos municípios do interior de São Paulo: Campinas e São José do Rio Preto.

Em Campinas, Alckmin operou para que o PSDB declarasse apoio à candidatura do deputado federal Jonas Donizette, do PSB de Eduardo. O tucanato terá de contentar-se com a indicação do candidato a vice. Em Rio Preto, cidade do senador Aloysio Nunes, amigo de José Serra, Alckmin age para manter o PSDB ao lado de Valdomiro Lopes, também do PSB.

Quanto ao PDT, Alckmin está na bica de entregar à legenda o controle da Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho. Uma pasta que, hoje, é chefiada por David Zaia, do PPS. Deve ganhar a poltrona o pedetê Sérgio Leite, primeiro-secretário da Força Sindical. Preside a entidade e o PDT-SP o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força.

Nessa briga, falta só candidato tucano. Serra ainda resiste em se candidatar. No dia 4 de março, uma prévia vai apontar quem é o menos fraco entre Andrea Matarazzo, José Aníbal, Bruno Covas e Ricardo Trípoli. (Com informações de Josias de Souza)

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247