Alckmin: ‘Para ser reeleito precisa ser eleito. Temer não foi eleito’

Depois de o PSDB arquitetar um golpe parlamentar com Michel Temer, agora o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, afirma que a disputa eleitoral de 2018 não favorecerá o emedebista porque ele não chegou ao cargo pela eleição; "Para ser reeleito precisa ser eleito. Temer não foi eleito", disse; "A reeleição é muito favorável a quem a disputa. Você pode perder, mas é muito difícil", acrescentou ele, após reunião da Executiva do partido, em Brasília (DF)

São Paulo - O governador Geraldo Alckmin anunciou o adiamento da reorganização escolar, a coletiva foi realizada no Palácio dos Bandeirantes. (SECOM/ Gov.de SP)
São Paulo - O governador Geraldo Alckmin anunciou o adiamento da reorganização escolar, a coletiva foi realizada no Palácio dos Bandeirantes. (SECOM/ Gov.de SP) (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta terça-feira (7) que a disputa eleitoral de 2018 não favorecerá Michel Temer porque ele não chegou ao cargo pela eleição. "Para ser reeleito precisa ser eleito. Temer não foi eleito", disse. "A reeleição é muito favorável a quem a disputa. Você pode perder, mas é muito difícil", acrescentou ele, após reunião da Executiva do partido, em Brasília (DF).

Alckmin também defendeu um plano desestatização caso seja eleito governador. 

Ao comentar sobre os elogios do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao apresentador Luciano Huck, Alckmin disse não se incomodar. "Sou o 1º a fazer elogios ao Huck", disse.

Vale ressaltar que o diretório do PSDB de de São Paulo descarta a possibilidade de uma candidatura de Huck neste ano. "Fernando Henrique que insistiu para eu ser presidente do partido, com o objetivo óbvio de eu ser presidente da República", disse o governador.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247