Após autorização da Anvisa, STF cobra que Pazuello atualize cronograma do plano de vacinação

Com a aprovação de duas vacinas pela Anvisa, Lewandowski quer saber as datas exatas em que cada grupo prioritário será vacinado

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em entrevista coletiva no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) no Rio de Janeiro.
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em entrevista coletiva no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) no Rio de Janeiro. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski encaminhou nesta segunda-feira (18) ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e ao advogado geral da União, José Levi, uma ordem para que seja atualizado no plano nacional de imunização o cronograma de vacinação dos grupos prioritários, agora que duas vacinas- da Oxford/AstraZeneca e CoronaVac - foram autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O magistrado lembrou que a revisão mensal do "plano nacional de operacionalização da vacina contra a Covid-19" já estava prevista.

O plano de vacinação do governo Jair Bolsonaro foi apresentado ao Supremo em 15 de dezembro, mas sem datas definidas para a imunização da população. Com a aprovação da Anvisa, Lewandowski quer saber quando cada grupo de risco será vacinado.

A decisão do ministro é resultado de uma ação movida pelo PT, PSB, Cidadania, PCdoB e PSOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email