Após lista dos 28, oposição reforça pedido de nova CPI

Líderes do PSDB, DEM e PPS na Câmara, deputados Antonio Imbassahy (BA), Mendonça Filho (PE) e Rubens Bueno (PR) ressaltam que é preciso "aprofundar as investigações" contra os citados por Paulo Roberto Costa em delação premiada; lista com poíticos foi publicada hoje na imprensa; parlamentares, ex e atuais ministros, ex e atuais governadores negaram ligação com esquema da Petrobras; tucano pediram em nota apuração contra todos os nomes

Líderes do PSDB, DEM e PPS na Câmara, deputados Antonio Imbassahy (BA), Mendonça Filho (PE) e Rubens Bueno (PR) ressaltam que é preciso "aprofundar as investigações" contra os citados por Paulo Roberto Costa em delação premiada; lista com poíticos foi publicada hoje na imprensa; parlamentares, ex e atuais ministros, ex e atuais governadores negaram ligação com esquema da Petrobras; tucano pediram em nota apuração contra todos os nomes
Líderes do PSDB, DEM e PPS na Câmara, deputados Antonio Imbassahy (BA), Mendonça Filho (PE) e Rubens Bueno (PR) ressaltam que é preciso "aprofundar as investigações" contra os citados por Paulo Roberto Costa em delação premiada; lista com poíticos foi publicada hoje na imprensa; parlamentares, ex e atuais ministros, ex e atuais governadores negaram ligação com esquema da Petrobras; tucano pediram em nota apuração contra todos os nomes (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Os líderes da oposição na Câmara dos Deputados reforçaram nesta sexta-feira 19 a importância de se criar uma nova CPMI da Petrobras após a divulgação de uma lista, pelo jornal O Estado de S. Paulo, de 28 políticos supostamente envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras.

Os nomes foram citados em delação premiada pelo ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa. "Sem sombra de dúvida, esse novo fato mostra que é preciso aprofundar as investigações em uma nova comissão", afirmou Rubens Bueno (PPS-PR). Ele acredita que outros nomes devem vir à tona. "Ainda falta a lista de Youssef", lembrou.

O líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE), também defendeu a continuação dos trabalhos da comissão. A lista com os 28 nomes divulgada hoje, segundo ele, "vai fortalecer a tese da reinstalação de uma nova CPI no ano que vem no Congresso", como quer a oposição.

Para o tucano Antonio Imbassahy (BA), os nomes também dão mais argumentos para que haja outra CPI em 2015. O PSDB divulgou uma nota pedindo investigação contra todos os envolvidos, independente do partido, e lembrando que pediu o indiciamento de 59 pessoas no relatório paralelo da CPMI, "sem distinção de filiação partidária". Do próprio PSDB, os tucanos incluíram Sérgio Guerra, falecido em março (leia mais).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247