Armando Monteiro Neto pode ser alternativa para Recife

Senador do PTB transferiu, no ano passado, seu domiclio eleitoral do municpio de Ribeiro (Mata Sul) para a capital pernambucana, tornando-se uma alternativa real ao comando do municpio dentro da Frente Popular, que se ope reeleio do petista Joo da Costa

Armando Monteiro Neto pode ser alternativa para Recife
Armando Monteiro Neto pode ser alternativa para Recife (Foto: Andréa Rêgo Barros/247)

PE247 – Comandante do bloco de partidos da Frente Popular de Pernambuco que se opõem à candidatura à reeleição do prefeito do Recife, João da Costa (PT), o senador Armando Monteiro Neto (PTB) pode se configurar como a alternativa que essas legendas tanto procuram. No ano passado, de forma silenciosa, o parlamentar transferiu seu domicílio eleitoral do município de Ribeirão, na Zona da Mata Sul, para a capital pernambucana. Um movimento que passou despercebido, na época, mas que pode ser determinante para o futuro da eleição majoritária recifense. Agora, o cacique petebista tem condições legais de entrar na disputa, em outubro, pelo comando do Palácio Antônio Farias, sede da Prefeitura.

De acordo com informações da assessoria de Armando Monteiro, a troca de domicílio eleitoral teria sido motivada por uma questão meramente pessoal, uma vez que eleito senador, em 2010, o petebista teria vislumbrado a possibilidade de se “metropolitanizar”. Armando, claro, deixou claro que a movimentação não tinha ligação com qualquer projeto eleitoral seu para o Recife, onde obteve a maior votação passada para o Senado: 535.109 votos no Recife. O outro senador eleito pela Frente Popular, Humberto Costa (PT), conquistou 499.522 votos na capital pernambucana.

Em nenhum momento em que se discutiu uma alternativa ao nome do prefeito João da Costa, Armando Neto colocou seu nome como opção. Aliás, dentro do seu próprio partido, o parlamentar dava sinais de que o deputado estadual Silvio Costa Filho e o vereador Antônio Luiz Neto, que também é presidente do Santa Cruz Futebol Clube, poderiam ser indicados para a missão.

O senador nunca escondeu de ninguém que o seu grande projeto eleitoral é a tentativa de conquistar o Governo do Estado em 2014. Em entrevista ao PE247, em novembro do ano passado, Armando Monteiro Neto disse que gostaria de ter seu nome na mesa no momento em que a Frente Popular inicie as discussões sobre a sucessão do governador Eduardo Campos (PSB). Na mesma entrevista, o petebista afirmara que seria importante um projeto político capitaneado pelo seu partido no Recife para, mais à frente, disputar o Estado com mais robustez. Entretanto, frisara que isso não poderia ser uma obsessão.

Porém, o anúncio da transferência do seu domicílio eleitoral para o Recife fatalmente o colocará Armando ainda mais no centro das discussões. O senador, que tanto defende uma alternativa capaz de agregar os insatisfeitos (PTB, PDT, PSC, PP, PV, PRB), se apresenta como tal. Que outro nome dentro da Frente poderia ter esse caráter? O do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), apareceu como alternativa, no ano passado, mas o auxiliar da presidente Dilma Rousseff (PT) é do mesmo partido do governador Eduardo Campos e suas movimentações teriam que passar necessariamente pelo crivo do gestor, que preside nacionalmente os socialistas. E talvez, neste momento, não fosse interessante para Campos contrariar o PT, devido ao grande número de alianças que se vislumbra em todo o País entre as duas legendas, aliada à ligação entre as duas siglas no Governo Federal. Armando, como vem mostrando, tem muito mais liberdade neste caso.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247