Assessores de Temer acham que PTB deveria escolher outro nome

Apesar de Michel Temer não querer recuar em acatar a indicação da deputada Cristiane Brasil - que foi processada por ex-funcionários por não pagar direitos trabalhistas - para o Ministério do Trabalho, interlocutores ligados ao emedebista avaliam que o PTB deveria indicar outro nome, o que evitaria desgastes ainda maiores para ela e também para o governo

temer 
cristiane brasil
temer  cristiane brasil (Foto: Paulo Emílio)

247 - Apesar de Michel Temer não querer recuar em acatar a indicação da deputada Cristiane Brasil para assumir o Ministério do Trabalho, interlocutores ligados ao emedebista avaliam que o PTB deveria indicar outro nome para o cargo, o que evitaria desgastes ainda maiores para ela e também para o governo.

O problema, porém, é que a iniciativa não poderia partir do próprio Temer, já que foi ele quem sugeriu a deputada para o cargo para o presidente do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson, que é pai da parlamentar.

Como uma decisão em sentido contrário poderia desgastar as relações com o PTB, que já andavam estremecidas após o nome do deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) ter sido vetada pelo ex-presidente José Sarney, os interlocutores avaliam que a legenda deveria tomar a iniciativa.

Cristiane Brasil foi processada por não assinar a carteira de trabalho de dois ex-funcionários, o que levou a Justiça Federal do Rio de Janeiro a suspender aposse da parlamentar no comando do Ministério do Trabalho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247