Áudio cita 'japonês bonzinho' que vende vazamentos

Conversa do senador Delcídio Amaral (PT-MS) com o filho de Nestor Cerveró, Bernardo, e o advogado Edson Ribeiro menciona a existência de um carcereiro da Polícia Federal que seria responsável por vazar informações sigilosas das investigações da Lava Jato para a imprensa e cobrar pelo "serviço"; em outro trecho, eles mencionam o nome de Newton, que pode ser o agente da PF Newton Ishii, que já chegou a ser expulso da PF por corrupção, depois reintegrado; para o escritor Fernando Morais, pode sair daí a resposta ao questionamento do ministro Teori Zavascki sobre como a delação de Cerveró chegou nas mãos do banqueiro André Esteves

Conversa do senador Delcídio Amaral (PT-MS) com o filho de Nestor Cerveró, Bernardo, e o advogado Edson Ribeiro menciona a existência de um carcereiro da Polícia Federal que seria responsável por vazar informações sigilosas das investigações da Lava Jato para a imprensa e cobrar pelo "serviço"; em outro trecho, eles mencionam o nome de Newton, que pode ser o agente da PF Newton Ishii, que já chegou a ser expulso da PF por corrupção, depois reintegrado; para o escritor Fernando Morais, pode sair daí a resposta ao questionamento do ministro Teori Zavascki sobre como a delação de Cerveró chegou nas mãos do banqueiro André Esteves
Conversa do senador Delcídio Amaral (PT-MS) com o filho de Nestor Cerveró, Bernardo, e o advogado Edson Ribeiro menciona a existência de um carcereiro da Polícia Federal que seria responsável por vazar informações sigilosas das investigações da Lava Jato para a imprensa e cobrar pelo "serviço"; em outro trecho, eles mencionam o nome de Newton, que pode ser o agente da PF Newton Ishii, que já chegou a ser expulso da PF por corrupção, depois reintegrado; para o escritor Fernando Morais, pode sair daí a resposta ao questionamento do ministro Teori Zavascki sobre como a delação de Cerveró chegou nas mãos do banqueiro André Esteves (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O áudio da conversa entre o senador Delcídio Amaral (PT-MS), o filho de Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró, e o advogado Edson Ribeiro menciona a existência de um carcereiro da Polícia Federal que seria responsável por vazar informações sigilosas das investigações da Lava Jato para a imprensa e cobrar pelo "serviço". 

O assunto repercutiu nas redes sociais. O escritor Fernando Morais observou o fato dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estarem intrigados com a delação do Cerveró ter ido parar nas mãos do banqueiro André Esteves, preso junto com Delcídio Amaral e Edson Ribeiro. "Uai, mas não tem um japonês da federal de Curitiba que vende informações para as revistas semanais? Quem vende para revistas, por que não venderia para um banqueiro?", questiona.

Confira o trecho da conversa:.

00:45:03 

BERNARDO: os caras não tinham uma escuta
em cima da.. da cela?

DELCÍDIO: Alguém pegou isso aí e deve ter
reproduzido. Agora quem fez isso é que a
gente não sabe.

EDSON: É o japonês. Se for alguém é o
japonês.

DIOGO: É o japonês bonzinho.

DELCÍDIO: O japonês bonzinho?

EDSON: É. Ele vende as informações para as
revistas.

BERNARDO: É, é.

DELCÍDIO: É. Aquele cara é o cara da
carceragem ele que controla

 

Em outro trecho, eles citam o nome do agente da PF Newton Ishii, sempre visto em fotos levando os acusados da Lava Jato. Ele é acusado de corrupção e já foi expulso da corporação. Depois, foi reintegrado. Ele responde a processo de sindicância na corporação, além de criminal e civil (leia mais).


DELCÍDIO: Alguém pegou isso aí e deve ter reproduzido. Agora quem fez isso é que a gente não sabe.

EDSON: É o japonês. Se for alguém é o japonês.

DIOGO: É o japonês bonzinho.

DELCÍDIO: O japonês bonzinho?

EDSON: É. Ele vende as informações para as revistas.

BERNARDO: É, é.

DELCÍDIO: É. Aquele cara é o cara da carceragem, ele que controla a carceragem.

BERNARDO: Sim, sim.

(...)

EDSON: Só quem pode tá passando isso, Sérgio Riera.

BERNARDO: Mas eu já cortei...

EDSON: Newton e Youssef.

DELCÍDIO: Quem que é Newton?

BERNARDO: É o japonês.

EDSON: E o Youssef, só os dois. [vozes sobrepostas] O Sérgio, porque o Sérgio traiu...

BERNARDO: Sim. Ele fez o jogo do MP, assinou. Tá..tá

(...)

EDSON: Quem é que poderia levar isso pro André?

BERNARDO: Eu acho que é carcereiro. O cara dá 50 mil aí pra você.

EDSON: A gente num entende, pô!

BERNARDO: Carcereiro, Newton... os caras são muito legais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email