Barros dispara “eu não” sobre suposto convite para substituir Pazuello no ministério

O deputado, que ocupou o ministério da Saúde no governo de Michel Temer, rechaçou a possibilidade de voltar a ocupar o cargo na gestão de Jair Bolsonaro

Ricardo Barros
Ricardo Barros (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Chico Alves, em sua coluna no portal UOL, informou que, caso se concretize a troca de comando no Ministério da Saúde após o início do programa de imunização contra a covid-19, os integrantes do governo não terão facilidade para convencer o atual líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), a assumir a pasta.

Segundo o colunista, procurado pela coluna para comentar a informação de que alguns ministros — especialmente os militares — torcem para que ele seja o futuro ministro da Saúde, Barros comentou: "Mas eu não", ele que ocupou o cargo no governo de Michel Temer na Presidência.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email