Basta de retórica vazia!

Os homens públicos precisam ser cobrados. Governadores, prefeitos e parlamentares precisam trabalhar mais, mostrar serviço. Fazer valer o seu, o meu, o nosso voto

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Já deu de retórica vazia.

Artigos em jornais, sites ou passeatas do tipo "vista branco pela paz", nada disso resolve. E já sabemos disso.

Basta de violência!

Não será, tampouco, num artigo mais ou menos incisivo, ou mais ou menos "politicamente correto", como este ou qualquer outro, que salvaremos a vida de nossos entes queridos ou do nosso semelhante. Não será dessa maneira que traremos um pouco mais de civilidade ao mundo cão em que vivemos.

Sim. Precisamos de mais educação; habitações condignas; mais emprego e salários dignos para as classes trabalhadoras. Mas precisamos também de mais polícia nas ruas e mais rigor na aplicação das leis.

Vivemos um desconcertante paradoxo: os mais de 10 anos de acentuado e crescente processo de inclusão das classes marginalizadas nos governos Lula e Dilma não têm causado a correspondente diminuição da violência – ao contrário, a violência só faz aumentar.

Os homens públicos precisam ser cobrados. Governadores, prefeitos e parlamentares precisam trabalhar mais, mostrar serviço. Fazer valer o seu, o meu, o nosso voto.

O senhor governador do estado deve contratar, treinar e colocar mais policiais nas ruas – URGENTEMENTE. É incrível, mas não se veem policiais nas ruas à noite! Não reparou? É para não pagar hora-extra?! Adicional noturno?! Por que não vemos policiais nas ruas, Sr. governador? Se o senhor não colocar policiais nas ruas não terá meu voto em 2014. Nem de ninguém da minha família. Fui claro?

Se o senhor governador não construir mais presídios, quantos forem necessários, não terá meu voto nem de meus familiares e amigos em 2014 – perigas não conquistar ou perder o voto de muitos outros, a prosseguir nessa toada. Estamos combinados assim? Estamos nos entendendo agora?

Os "excelentíssimos" Srs. Parlamentares também precisam ser cobrados e mostrar serviço. Precisam legislar. Pois precisamos de leis mais duras – e que sejam aplicadas. Pois a certeza da impunidade é um dos principais combustíveis que alimentam a violência – isso já se tornou um lugar comum tamanha a obviedade. O instituto da progressão da pena no Brasil é uma piada de mau gosto.

Já passou da hora de acabarmos com essa maioridade penal só aos 18 anos. Quem é responsável por escolher um candidato é suficientemente responsável para responder pelos seus atos. Nos tempos em que vivemos, de comunicação instantânea na ponta dos dedos, um jovem de 16 anos já tem maturidade e informação suficientes para assumir suas responsabilidades perante a sociedade.

Basta de paternalismo!

Pena de morte seria combater a barbárie com mais barbárie. Quanto a isso não resta dúvida. Mas é essencial que tenhamos o instituto da prisão perpétua no Brasil – o quanto antes. Pois determinados presos são irrecuperáveis.

É preciso que defendamos os homens e seus direitos, urgentemente. É preciso que defendamos, sim, os direitos humanos, mas sem negligenciar da nossa segurança. A esquerda precisa repensar seus paradigmas e discurso.

Chega de retórica vazia! Ao trabalho, governadores, prefeitos, ministros e parlamentares de todas as Casas!

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247