Berzoini: ‘Não existe espaço vazio no governo’

Ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, rebateu críticas sobre a redistribuição de cargos após a saída do PMDB da base aliada; “Trocas de cargos ocorrem 365 dias no ano. Não existe espaço vazio no governo”, disse; o Planalto pretende reorganizar cerca de 600 cargos com integrantes do PP, PR, PSD, além de outras siglas menores, como o PRB, o PTN e o PHS, que votam com o governo Dilma

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoine, explica a campanha obrigatória de divulgação do término das transmissões analógicas da TV aberta (Elza Fiuza/Agência Brasil)
O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoine, explica a campanha obrigatória de divulgação do término das transmissões analógicas da TV aberta (Elza Fiuza/Agência Brasil) (Foto: Roberta Namour)

247 - O ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, rebateu nesta quarta-feira, 30, as críticas sobre a redistribuição de cargos após a saída do PMDB da base aliada. “Trocas de cargos ocorrem 365 dias no ano. Não existe espaço vazio no governo”, disse.

O Planalto pretende redistribuir os cerca de 600 cargos para o PP, PR, PSD, além de outras siglas menores, como o PRB, o PTN e o PHS, que votam com o governo Dilma.

Ao PP o governo ofereceu o Ministério da Saúde, hoje sob o comando de Marcelo Castro (PMDB-PI). Ao PR, o Ministério de Minas e Energia, que ainda está sob o comando de Eduardo Braga (PMDB-AM).

Conheça a TV 247

Mais de Poder

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar
Poder

PSL pode se juntar ao PP

As conversas de fusão do DEM com o PSL estão perdendo força, e Luciano Bivar, presidente da sigla, sentou à mesa com outro cacique da direita: Ciro Nogueira, o poderoso chefão do PP

Ao vivo na TV 247 Youtube 247