Bolsonaro ataca Lula com desinformação e inclui Mujica, Evo Morales e Bachelet como "ditaduras"

Ocupante do Planalto viu em Lula contradição ao assinar a carta pela democracia, ao mesmo tempo em que é amigo de chefes de estado que não seriam democráticos.

www.brasil247.com - Lula e o "ditador" Pepe Mujica
Lula e o "ditador" Pepe Mujica


247 - Jair Bolsonaro atacou Lula na manhã deste sábado, por conta da assinatura do manifesto em favor da democracia. E o fez com desinformação.

Bolsonaro afirmou que Lula assinou a carta pela democracia e relacionou políticos que, na visão dele, não seriam democráticos, entre eles Evo Morales, da Bolívia, Michelle Bachelet, do Chile, e Pepe Mujica, do Uruguai.

"Você não nega o apoio da esquerda por ditaduras pelo mundo todo. O cara assina uma carta à democracia, mas sempre foi amigo Chávez, Maduro, Fidel Castro, Evo Morales, Mujica, Bachelet, Kim Jong-Un," disse Bolsonaro a Rica Perrone, do podcast Cara a Tapa.

Nesta semana, foram lidos dois manifestos na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo. Um deles, liderado pela Fiesp, e o outro por ex-alunos da faculdade.

Ambos defendem a democracia e a Justiça Eleitoral, atacada constantemente por Jair Bolsonaro, inclusive num encontro com embaixadores em Brasília, promovido com essa finalidade: dizer que não confia na urna eletrônica.

Depois do encontro, a Embaixada dos Estados Unidos divulgou nota para reafirmar a confiança no sistema eleitoral brasileiro, apontado como exemplar.Chávez, Maduro, Fidel Castro, Evo Morales, Mujica, Bachelet, Kim Jong-Un," disse Bolsonaro a Rica Perrone, do podcast Cara a Tapa.

Nesta semana, foram lidos dois manifestos na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo. Um deles, liderado pela Fiesp, e o outro por ex-alunos da faculdade.

Ambos defendem a democracia e a Justiça Eleitoral, atacada constantemente por Jair Bolsonaro, inclusive num encontro com embaixadores em Brasília, promovido com essa finalidade: dizer que não confia na urna eletrônica.

Depois do encontro, a Embaixada dos Estados Unidos divulgou nota para reafirmar a confiança no sistema eleitoral brasileiro, apontado como exemplar.

 


O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email