Bolsonaro diz esperar que Lula fique preso por muito tempo

Espero que Lula fique lá por muito tempo (lá)", disse ele; na terça-feira, o Ministério Público Federal afirmou que Lula já pode ir para regime semiaberto no caso do triplex do Guarujá

Golpe de 2016 produziu Bolsonaro e leva agora golpistas, como FHC, a apoiar Lula
Golpe de 2016 produziu Bolsonaro e leva agora golpistas, como FHC, a apoiar Lula
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Alçado à Presidência da República apenas porque o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi impedido de concorrerpor meio de uma condenação sem provas, Jair Bolsonaro voltou a atacar Lula. 

Ao deixar o hotel Alvear, em Buenos Aires, o mais luxuoso da Argentina, Bolsonaro foi abordado para tirar fotos por brasileiros. O grupo destacou que era de Curitiba, ao que o presidente respondeu: "espero que Lula fique lá por muito tempo (lá)". Na terça-feira, o Ministério Público Federal afirmou que Lula já pode ir para regime semiaberto no caso do triplex do Guarujá.

Confira a mais recente entrevista de Lula

Leia reportagem da agência Reuters sobre o assunto:

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério Público Federal afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já cumpriu tempo suficiente da pena o que habilita o petista a progredir para o regime semiaberto, em que pode trabalhar na rua e passar à noite em estabelecimento prisional, segundo parecer enviado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ex-presidente, que cumpre pena desde abril do ano passado em regime fechado por condenação na operação Lava Jato no processo do tríplex do Guarujá, teve sua pena reduzida pelo STJ para 8 anos e 10 meses de prisão.

Um condenado tem direito a pedir progressão de regime após cumprir um sexto da pena —por lei, a Justiça também pode levar em conta outros aspectos para tomar essa decisão.

A subprocuradora-geral da República Áurea Lustosa Pierre defende que o STJ volte a discutir uma eventual progressão da pena do ex-presidente. Para ela, a corte pode fixar o regime semiaberto ao petista ou determinar que a Justiça de primeiro grau tome essa decisão. Não há prazo para que o STJ analise o caso.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247