Bolsonaro indica diplomata alvo de sindicância por assédio moral para embaixada no Equador

Pompeu Andreucci Neto já respondeu a uma sindicância por assédio moral e por ter orientado subordinados a mentir em expediente oficial

Pompeu Andreucci Neto
Pompeu Andreucci Neto (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Guilherme Amado, no portal Metrópoles - Jair Bolsonaro indicou nesta quinta-feira (7) o diplomata Pompeu Andreucci Neto como embaixador do Brasil no Equador. Andreucci já respondeu a uma sindicância por assédio moral e por ter orientado subordinados a mentir em expediente oficial. A indicação ainda precisará ser aprovada pelo Senado.

Como a coluna mostrou em junho, o autor da denúncia de assédio moral foi um diplomata lotado em Montevidéu. Após a acusação, Andreucci assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), comprometendo-se a mudar o seu comportamento, e a sindicância foi concluída.

Andreucci é defensor do governo Bolsonaro e assumiu o cargo de embaixador em Madri em 2018.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email