Bolsonaro melhora e volta a se alimentar por via oral

Boletim médico do Hospital Albert Einstein divulgado nesta sexta-feira (8) diz que o presidente Jair Bolsonaro, que está internado há 13 dias, apresentou "boa evolução clínica nas últimas 24 horas", o que permitiu a retirada do dreno colocado no abdome e da sonda nasogástrica. Bolsonaro segue internado na Unidade de Terapia Semi-Intensiva, tomando antibióticos para debelar uma infecção e combater uma pneumonia

Bolsonaro melhora e volta a se alimentar por via oral
Bolsonaro melhora e volta a se alimentar por via oral (Foto: Divulgação)

247 - Boletim médico do Hospital Albert Einstein divulgado nesta sexta-feira (8) diz que o presidente Jair Bolsonaro, que está internado há 13 dias, apresentou "boa evolução clínica nas últimas 24 horas", o que permitiu a retirada do dreno colocado no abdome e da sonda nasogástrica. Bolsonaro segue internado na Unidade de Terapia Semi-Intensiva, tomando antibióticos para debelar uma infecção e combater uma pneumonia diagnosticada esta semana.

A estimativa da equipe médica é que Bolsonaro tenha alta em até uma semana, apesar de não haver previsão oficial para que ele deixe o hospital. Nesta sexta-feira Bolsonaro usou o Twitter para publicar uma imagem onde aparece comendo gelatina.

O real estado de saúde de Bolsonaro, porém, vem sendo alvo de suspeitas. Enquanto o Planalto insistia em dizer que a cirurgia para a retirada da bolsa ade colostomia e reconstruir o trânsito intestinal havia sido realizada sem problemas, Bolsonaro teve o seu quadro de saúde agravado.

Análise feita pelo jornalista Mauro Lopes, editor do 247, ressalta que "Bolsonaro deveria ter tido alta na quarta-feira, 6 de fevereiro, na programação divulgada pelo hospital e pelo governo -ficaria, portanto, nove dias internado. Já está 13 e não tem previsão de alta. Está sem qualquer condição física para o exercício da Presidência da República. Ele sequer fala com as pessoas! Seu vice, o general Mourão, informou na noite desta quinta que não consegue falar com ele, que está incomunicável -só conversa com médicos, outros profissionais de saúde do hospital com a mulher e os filhos". (Leia mais no Brasil 247)

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247