Bolsonaro não deve ter qualquer encontro bilateral durante viagem aos EUA

Desde que encurtou a viagem a Nova York, onde participará da Assembleia Geral da ONU, por conta da cirurgia recente, Jair Bolsonaro cancelou agendas com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e com outros seis líderes, de Estados Unidos, Polônia, Colômbia, Peru, Ucrânia e África do Sul

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - Jair Bolsonaro cancelou reuniões bilaterais com líderes que teria em Nova York, onde viajará na próxima semana para participar da Assembleia Geral da ONU, e não há expectativas de integrantes do governo federal de que haja qualquer encontro nesse sentido, informa reportagem do Globo

Os cancelamentos foram feitos desde que a agenda e a viagem de Bolsonaro foram encurtadas por conta da cirurgia recente feita para corrigir um hérnia. Agora a comitiva brasileira - que inclui o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente - viajará aos EUA no dia 23 e voltará dia 25. Antes a previsão de partida era dia 22.

Entre as lideranças que tiveram encontros cancelados, está o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, aliado do governo brasileiro. Haveria ainda encontros com outros seis líderes, de Estados Unidos, Polônia, Colômbia, Peru, Ucrânia e África do Sul

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247