Bolsonaro protocola pedido de impeachment

Pelo Facebook, deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) anuncia ter protocolado pedido contra a presidente Dilma Rousseff; para chegar ao Congresso, ele deve ser aceito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); "Os fatos que levaram a cassação do ex-presidente Fernando Collor são bem menos graves e inconsistentes que os imputados à Sra. Dilma Rousseff", comentou o parlamentar 

Pelo Facebook, deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) anuncia ter protocolado pedido contra a presidente Dilma Rousseff; para chegar ao Congresso, ele deve ser aceito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); "Os fatos que levaram a cassação do ex-presidente Fernando Collor são bem menos graves e inconsistentes que os imputados à Sra. Dilma Rousseff", comentou o parlamentar 
Pelo Facebook, deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) anuncia ter protocolado pedido contra a presidente Dilma Rousseff; para chegar ao Congresso, ele deve ser aceito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); "Os fatos que levaram a cassação do ex-presidente Fernando Collor são bem menos graves e inconsistentes que os imputados à Sra. Dilma Rousseff", comentou o parlamentar  (Foto: Roberta Namour)

247 – Com uma mensagem divulgada no Facebook, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) anunciou nesta quinta-feira, 12, ter protocolado um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

"Os fatos que levaram a cassação do ex-presidente Fernando Collor são bem menos graves e inconsistentes que os imputados à Sra. Dilma Rousseff", comentou na postagem, que tem mais de 68 mil curtidas e 18,6 mil compartilhamentos.

O parlamentar acusa Dilma de crime de responsabilidade. Para ser apreciado no Congresso, o pedido tem que ser aceito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Leia abaixo o texto divulgado por Bolsonaro:

BOLSONARO REQUER IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA

Nesta tarde protocolei, na Câmara dos Deputados, denúncia por crimes de responsabilidade em razão de atos de improbidade administrativa praticados pela Presidente Dilma Rousseff.

Se acatado pelo Presidente Eduardo Cunha, poderá ser iniciado o processo de Impeachment da Presidente da República.

Os fatos que levaram a cassação do ex-Presidente Fernando Collor são bem menos graves e inconsistentes que os imputados à Sra. Dilma Rousseff.

Peço a leitura dos autos acessando o link.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247