Bolsonaro recua mais uma vez e mantém Brasil no Acordo de Paris

Pressionado internamente e pela comunidade internacional, o presidente Jair Bolsonaro desistiu de retirar o Brasil do Acordo Climático de Paris; quem garante é o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que reconheceu que há oposição ao acordo climático dentro do governo mas que, "por ora, a participação do Brasil está mantida"; presidente da França, Emmanuel Macron, disse que a possibilidade de apoiar o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul depende da posição de Bolsonaro sobre o Acordo Paris

www.brasil247.com - Bolsonaro recua mais uma vez e mantém Brasil no Acordo de Paris
Bolsonaro recua mais uma vez e mantém Brasil no Acordo de Paris


247 - O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) concordou em manter o Brasil no Acordo de Paris. O ministro reconheceu que há oposição ao acordo climático dentro do governo mas que, "por ora, a participação do Brasil está mantida". As declarações foram dadas após almoço no Sevovi-SP com empresários do setor imobiliário.

Salles não detalhou as mudanças a serem propostas. "As metas de redução de emissão, que o Brasil e os outros países concordaram, estão OK. O problema é como você internaliza esses princípios e estes valores na legislação do País. A nossa única preocupação é se esta legislação restringe a liberdade e a ação de empreendedorismo e a gestão do território. Vamos estar muito atentos a isso", disse.

Decisão de Bolsonaro de deixar o Acordo de Paris foi duramente criticada pelo presidente francês Emmanuel Macron. Ele disse que a possibilidade de apoiar o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul depende da posição de Bolsonaro sobre o Acordo Climático de Paris. "Não podemos pedir aos agricultores e trabalhadores franceses que mudem seus hábitos de produção para liderar a transição ecológica e assinar acordos comerciais com países que não fazem o mesmo. Queremos acordos equilibrados", disse Macron (leia mais).

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email