Bolsonaro volta a atacar manifestações antifascistas: 'terroristas sim'

Pela segunda vez no dia, Jair Bolsonaro imitou o presidente dos EUA, Donald Trump, e classificou protestos da sociedade como terrorismo. O adjetivo foi direcionado a grupos que no último domingo foram às ruas em defesa da democracia

Jair Bolsonaro e manifestação de torcidas organizadas
Jair Bolsonaro e manifestação de torcidas organizadas (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro, pela segunda vez nesta quarta-feira (3), imitou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e classificou manifestantes como "terroristas".

Compartilhando notícia que trazia a informação de que Jair Bolsonaro havia chamado manifestantes antifascistas de "marginais" e "terroristas", Bolsonaro escreveu: "terrorista sim!".

Mais cedo nesta quarta-feira (3), Bolsonaro já havia classificado esses grupos de “marginais” e “terroristas”. "São marginais, no meu entender, terroristas, e tem ameaçado agora domingo fazer movimentos pelo Brasil, em especial aqui no DF", disse.

No último domingo (31) manifestantes foram às ruas em defesa da democracia e em resposta a atos fascistas pró-governo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email