Brasil, pária global: Bolsonaro quer tirar o país do Acordo do Clima

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que pediu para que o Brasil não sediasse a Conferência de Clima da ONU no próximo ano, a COP 25, para que ele não fosse obrigado a anunciar a ruptura do Acordo de Paris em solo brasileiro; Bolsonaro atacou as políticas de preservação do Meio Ambiente; "Não pode uma política ambiental atrapalhar o desenvolvimento do Brasil. Hoje a economia quase está dando certo apenas - quase - na questão do agronegócio. E eles estão sufocados por questões ambientais que não colaboram em nada para o desenvolvimento e a preservação do meio ambiente”

Brasil, pária global: Bolsonaro quer tirar o país do Acordo do Clima
Brasil, pária global: Bolsonaro quer tirar o país do Acordo do Clima

247 - O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que pediu para que o Brasil não sediasse a Conferência de Clima da ONU no próximo ano, a COP 25, para evitar que um possível anúncio da ruptura do Acordo de Paris ocorresse no país.

"Houve participação minha nessa decisão. Ao nosso futuro ministro (Ernesto Araújo) eu recomendei que evitasse a realização desse evento aqui no Brasil", disse Bolsonaro, segundos depois de o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) dizer que o governo eleito não tinha "nada a ver" com a retirada da candidatura.

Segundo Bolsonaro, está em jogo o "triplo A" na COP 25. "O que é o triplo A? É uma grande faixa que pega do Andes, a Amazônia e Atlântico, de 136 milhões de hectares, ao longo das calhas do rio Solimões e Amazônia, que poderá fazer com que percamos a nossa soberania nessa área. Então eu quero deixar bem claro, como futuro presidente, que, se isso for o contrapeso, nós teremos uma posição que pode contrariar muita gente, mas que vai estar de acordo com o pensamento nacional. Então não quero anunciar uma possível ruptura (do Acordo de Paris) dentro do Brasil. Além dos custos (da COP), que seriam muito exagerados, tendo em vista o déficit que nós já temos no momento", disse Bolsonaro.

Como mostra reportagem do jornal O Globo, o Acordo de Paris é a reunião de compromissos voluntários dos países para a redução da emissão de gases poluentes. Não há no documento qualquer menção ao que Bolsonaro chama de "triplo A". Auxiliares dele, porém, afirmam que tal exigência está implícita.

Segundo Bolsonaro, o Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente. “Mas não pode uma política ambiental atrapalhar o desenvolvimento do Brasil”, ressalvou. “Hoje a economia quase está dando certo apenas - quase - na questão do agronegócio. E eles estão sufocados por questões ambientais que não colaboram em nada para o desenvolvimento e a preservação do meio ambiente.”

Ao vivo na TV 247 Youtube 247