Cai o primeiro ministro de Temer: Mariz não irá mais para a Justiça

O motivo foi a entrevista concedida pelo advogado Antônio Claudio Mariz, em que ele criticou o modelo de delações premiadas usado na Operação Lava Jato; segundo Mariz, o preso não tem vontade, pois sua única vontade é sair da prisão; possível escolha de Mariz foi também criticada pelo procurador Carlos Fernando Lima, que apontou eventual descompromisso do PMDB com o combate à corrupção; incomodado com a repercussão da entrevista, Temer já busca um novo nome para a Justiça

O motivo foi a entrevista concedida pelo advogado Antônio Claudio Mariz, em que ele criticou o modelo de delações premiadas usado na Operação Lava Jato; segundo Mariz, o preso não tem vontade, pois sua única vontade é sair da prisão; possível escolha de Mariz foi também criticada pelo procurador Carlos Fernando Lima, que apontou eventual descompromisso do PMDB com o combate à corrupção; incomodado com a repercussão da entrevista, Temer já busca um novo nome para a Justiça
O motivo foi a entrevista concedida pelo advogado Antônio Claudio Mariz, em que ele criticou o modelo de delações premiadas usado na Operação Lava Jato; segundo Mariz, o preso não tem vontade, pois sua única vontade é sair da prisão; possível escolha de Mariz foi também criticada pelo procurador Carlos Fernando Lima, que apontou eventual descompromisso do PMDB com o combate à corrupção; incomodado com a repercussão da entrevista, Temer já busca um novo nome para a Justiça (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O governo Michel Temer já teve sua primeira baixa, antes mesmo da posse. O vice-presidente Michel Temer decidiu que o criminalista Antônio Claudio Mariz, que é seu amigo pessoal, não será mais ministro da Justiça.

Ontem, Temer havia anunciado a escolha de Mariz ao colunista Jorge Bastos Moreno.

Mas Mariz caiu um dia depois, ao conceder entrevistas em que criticou o modelo de delações premiadas usado na Operação Lava Jato (leia aqui).

Segundo Mariz, o preso não tem vontade, pois sua única vontade é sair da prisão, o que comprometeria a qualidade das delações.

A possível escolha de Mariz foi também criticada pelo procurador Carlos Fernando Lima, que apontou eventual descompromisso do PMDB com o combate à corrupção (leia aqui).

Incomodado com a repercussão da entrevista, Temer já busca um novo nome para a Justiça.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email