Câmara se rebela e vota contra a Petrobras

Líder do PMDB, Eduardo Cunha comanda rompimento com governo em matéria crucial; deputados aprovam, por 267 votos a favor, 28 contrários e 15 abstenções, requerimento para investigação sobre a Petrobras; bancadas do PT, PP, Pros, PC do B, PDT e PRB se retiraram; aprovação de requerimento é resposta à articulação da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer; ela se recusa a ceder ao que chamou de “chantagem” pelo sexto ministério, enquanto Temer garantiu que partido estava controlado; bandeira branca hasteada pelo PT foi perfurada de balas pelo PMDB de Cunha

Líder do PMDB, Eduardo Cunha comanda rompimento com governo em matéria crucial; deputados aprovam, por 267 votos a favor, 28 contrários e 15 abstenções, requerimento para investigação sobre a Petrobras; bancadas do PT, PP, Pros, PC do B, PDT e PRB se retiraram; aprovação de requerimento é resposta à articulação da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer; ela se recusa a ceder ao que chamou de “chantagem” pelo sexto ministério, enquanto Temer garantiu que partido estava controlado; bandeira branca hasteada pelo PT foi perfurada de balas pelo PMDB de Cunha
Líder do PMDB, Eduardo Cunha comanda rompimento com governo em matéria crucial; deputados aprovam, por 267 votos a favor, 28 contrários e 15 abstenções, requerimento para investigação sobre a Petrobras; bancadas do PT, PP, Pros, PC do B, PDT e PRB se retiraram; aprovação de requerimento é resposta à articulação da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer; ela se recusa a ceder ao que chamou de “chantagem” pelo sexto ministério, enquanto Temer garantiu que partido estava controlado; bandeira branca hasteada pelo PT foi perfurada de balas pelo PMDB de Cunha (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Agência Brasil - Mesmo com todas as tentativas do governo de barrar a criação de uma comissão externa para investigar denúncias de pagamento de propina a funcionários da Petrobras, a Câmara dos Deputados aprovou hoje (11) a proposta em votação simbólica. O requerimento foi aprovado com apoio da bancada do PMDB, partido da base aliada ao governo.

O governo ainda tentou barrar a iniciativa da oposição por meio de um requerimento pela retirada da proposta, mas o plenário rejeitou o pedido. Por 267 votos a favor, 28 contrários e 15 abstenções, os parlamentares mantiveram em pauta a proposta da oposição.

Para tentar dificultar o alcance do quórum, entraram em obstrução as bancadas do PT, do bloco PP/Pros, do PCdoB, do PDT e do PRB. O PSD liberou sua bancada.

Com a criação da comissão, deputados deverão viajar à Holanda para acompanhar a investigação de denúncias relacionadas a irregularidades na Petrobras.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email