Candidato de Bolsonaro para substituir Maia é investigado na Lava Jato por corrupção

Jair Bolsonaro gravou um vídeo amistoso ao lado do deputado Arthur Lira (AL), líder do partido Progressista na Câmara. O parlamentar é réu na Operação Lava Jato por corrupção passiva

Jair Bolsonaro e Arthur Lira
Jair Bolsonaro e Arthur Lira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Na tentativa de rachar o Centrão e construir uma candidatura à presidência da Câmara, atualmente comandada por Rodrigo Maia (DEM-RJ), Jair Bolsonaro gravou um vídeo amistoso ao lado do deputado Arthur Lira (AL), líder do partido Progressista na Casa. O parlamentar é réu na Operação Lava Jato por corrupção passiva. A informação é da revista Veja, que também publicou o video.

Lira é do mesmo partido que o doleiro Alberto Youssef, principal operador de propina do PP paga por empreiteiras em obras superfaturadas da Petrobrás.

O deputado já negou conhecer Youssef e afirma ter ido ao prédio onde fica seu escritório em 2010, quando ainda não era parlamentar, para outro encontro.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247