Caravanas são preparativo para a volta de Lula?

O colunista Claudio Humberto aposta que sim. E enxerga a iniciativa prevista para começar em fevereiro como o início da campanha de Lula para subir a rampa novamente em 2014; segundo ele, o movimento já ganhou a adesão de vários partidos aliados

Caravanas são preparativo para a volta de Lula?
Caravanas são preparativo para a volta de Lula?
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Estaria em curso o movimento "Volta, Lula"? O colunista Claudio Humberto aposta que sim e diz que as Caravanas da Cidadania, que serão retomadas em fevereiro, são parte da campanha eleitoral rumo a 2014. Leia, abaixo, suas notas a respeito: 

2014: CARAVANAS PREPARAM POSSÍVEL VOLTA DE LULA

Petistas que estiveram com o ex-presidente Lula afirmam que as caravanas previstas para 2013 – além de tentar reparar os danos do julgamento do mensalão – servem para prepará-lo para as eleições à Presidência em 2014, caso o projeto Dilma “não dê certo”. Apesar dos altos índices de aprovação de Dilma, ala do PT insatisfeita com o ‘jeitão centralizador’ da presidente clama e trabalha pelo retorno de Lula. 

SÓ PENSA EM SI

Petistas reclamam que a presidente, de origem pedetista, é pouco partidária e nada fez para ajudar os ‘companheiros’ em apuros no STF. 

SEM EXPECTATIVAS

O ex-ministro José Dirceu, condenado no mensalão, confidenciou ao amigo Lula que não acredita na reeleição de Dilma em 2014. 

DESCONTENTES

No Congresso, o movimento ‘Volta Lula’ já ganhou adesão de partidos aliados, que se dizem desprestigiados no governo Dilma.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email