Carlos Siqueira é reeleito presidente nacional do PSB

Carlos Siqueira foi reconduzido à presidência nacional do PSB após a desistência do vice-governador de São Paulo, Márcio França, de disputar o comando do partido; Siqueira foi reeleito para o cargo por aclamação durante o XIV Congresso Nacional, que terminou neste sábado (3), em Brasília; segundo ele, o partido ainda não definiu qual será a estratégia a ser adotada vsiando as eleições presidenciais deste ano, mas que buscará o consenso, uma solução "que traga paz" e que "acabe com divisão, acabe com a ideia de nós ou eles, pois todos somos brasileiros"

Carlos Siqueira foi reconduzido à presidência nacional do PSB após a desistência do vice-governador de São Paulo, Márcio França, de disputar o comando do partido; Siqueira foi reeleito para o cargo por aclamação durante o XIV Congresso Nacional, que terminou neste sábado (3), em Brasília; segundo ele, o partido ainda não definiu qual será a estratégia a ser adotada vsiando as eleições presidenciais deste ano, mas que buscará o consenso, uma solução "que traga paz" e que "acabe com divisão, acabe com a ideia de nós ou eles, pois todos somos brasileiros"
Carlos Siqueira foi reconduzido à presidência nacional do PSB após a desistência do vice-governador de São Paulo, Márcio França, de disputar o comando do partido; Siqueira foi reeleito para o cargo por aclamação durante o XIV Congresso Nacional, que terminou neste sábado (3), em Brasília; segundo ele, o partido ainda não definiu qual será a estratégia a ser adotada vsiando as eleições presidenciais deste ano, mas que buscará o consenso, uma solução "que traga paz" e que "acabe com divisão, acabe com a ideia de nós ou eles, pois todos somos brasileiros" (Foto: Paulo Emílio)

247 - Carlos Siqueira foi reconduzido à presidência nacional do PSB após a desistência do vice-governador de São Paulo, Márcio França, de disputar o comando do partido. Siqueira foi reeleito para o cargo por aclamação durante o XIV Congresso Nacional, que terminou neste sábado (3), em Brasília.

Siqueira afirmou que o partido está unido e disse esperar que as eleições deste ano encerrem o ciclo de polarização entre o PSDB e o PT. "Temos que romper com essa polarização", destacou.

Segundo ele, o partido ainda não definiu qual será a estratégia a ser adotada visando as eleições presidenciais deste ano, mas que buscará o consenso, uma solução "que traga paz" e que "acabe com divisão, acabe com a ideia de nós ou eles, pois todos somos brasileiros".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247