Ciro admite ajustar discurso para ter o DEM

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, se comprometeu levar para o seu plano de governo algumas das propostas dos democratas, durante uma reunião com parlamentares do chamado "centrão"; membros do DEM resistem, principalmente, às críticas de Ciro às reformas trabalhista e da Previdenciária; pedetista também critica duramente o 'Teto dos Gastos', que congela os investimentos públicos por 20 anos

Ciro admite ajustar discurso para ter o DEM
Ciro admite ajustar discurso para ter o DEM (Foto: Sergio Moraes - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, mostrou disposição em ajustar seu discurso, para ter o apoio do DEM na eleição. O pedetista se comprometeu levar para o seu plano de governo algumas das propostas dos democratas, durante uma reunião na manhã deste sábado (14) com parlamentares do chamado "centrão", na casa do empresário Benjamin Steinbruch, filiado ao PP e cotado a ser vice do ex-governador do Ceará.

Integrantes do DEM resistem, principalmente, às críticas de Ciro às reformas trabalhista e da Previdenciária. O presidenciável tem dito que, se eleio, vai revogar a reforma trabalhista aprovada por Temer e defende um sistema de capitalização para a Previdência. Ciro também critica duramente o 'Teto dos Gastos', que congela os investimentos públicos por 20 anos.

Democratas, além de membros do PP, do PRB, do PR, do PSC e do PHS haviam se reunido na casa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em Brasília. Ficou constatado que o PRB tem preferência por Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro, do PP e do Solidariedade.

A cúpula do DEM é simpática a Ciro, pois vê no pedetista um candidato mais competitivo que Alckmin. O PR, de Valdemar Costa Neto, flerta com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), mas a relação com o deputado ficou estremecida após o senador Magno Malta (PR-ES) recusar ser vice na chapa do parlamentar.

Na reunião deste sábado (14) estiveram presentes no encontro com Ciro o presidente do PP, Ciro Nogueira, do Solidariedade, Paulinho da Força, do PRB, Marcos Pereira, do PDT, Carlos Lupi, além de Rodrigo Maia (DEM-RJ). 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247