Ciro Gomes irá denunciar Bolsonaro no Tribunal de Haia

O ex-ministro Ciro Gomes anunciou que irá denunciar Bolsonaro no Tribunal Internacional de Haia, por seus crimes cometidos contra a população brasileira e contra a humanidade. “Vamos levar ele a responder pelo que está fazendo como genocida”, informou ele

Ciro Gomes e Jair Bolsonaro
Ciro Gomes e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters | Reprodução | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-ministro Ciro Gomes anunciou neste sábado (28), em suas rede sociais, que irá denunciar Bolsonaro no tribunal internacional de haia, por seus crimes cometidos contra a população brasileira e contra a humanidade. “Vamos levar ele a responder pelo que está fazendo no Tribunal de Haia como genocida”, informou ele. 

Ciro refere-se às atrocidades cometidas por Bolsonaro desde que a pandemia de coronavírus se alastrou no Brasil. O ocupante do Planalto, desde então, ignora a gravidade da doença, dizendo que é “apenas uma gripezina” e trava uma cruzada para que a população encerre a quarentena e volte ao trabalho.

Neste sábado, sua campanha “o Brasil não pode parar” peça publicitária que investe contra a reclusão social, foi barrada pela justiça. A campanha custou R$4,8 milhões aos cofres públicos e não passou por licitação. 

PUBLICIDADE

A função do Tribunal,  que fica localizado na cidade Haia, na Holanda, é de solucionar, em concordância com o direito internacional, disputas legais submetidas por Estados, além de oferecer pareceres consultivos sobre questões legais apresentadas por órgãos autorizados da ONU e outras agências especializadas.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email