Convocação de ministros “não é o fim do mundo”

Afirmação é do deputado federal José Guimarães (PT-CE), que minimizou as convocações e os convites a ministros na Câmara e afirmou que esta foi uma ação política para pressionar o Planalto; segundo ele, crise entre PT e PMDB chegou alcançou "temperatura máxima";  "Não é o fim do mundo se no dia tem uma ou outra convocação. Nós temos é que baixar a temperatura", afirmou 

Convocação de ministros “não é o fim do mundo”
Convocação de ministros “não é o fim do mundo” (Foto: Zeca Ribeiro_)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A aprovação, nesta quarta-feira 12, de quatro convocações e seis convites a ministros do governo foi minimizada pelo deputado federal José Guimarães (PT-CE). Segundo ele, a situação "não é o fim do mundo".

Guimarães atribuiu as convocações, porém, a motivações políticas, uma forma de a base aliada, que está insatisfeita, pressionar o Palácio do Planalto. "A oposição aproveita esses momentos de tensão na base para [apresentar requerimentos pedindo a convocação de ministro", disse.

Segundo ele, "o governo não tem problema nenhum em mandar os seus ministros para discussão, faz parte do jogo democrático, não fugiremos a esse debate", disse. Mas acrescentou que "é papel evidentemente que a oposição está jogando" e que "nós precisamos acertar a nossa relação na base".

Na avaliação do petista, a crise entre PT e PMDB chegou na "temperatura máxima". "Não é o fim do mundo se no dia tem uma ou outra convocação. Nós temos é que baixar a temperatura. Não coloquemos mais um litro de querosene na fogueira. Nessas horas, tem que tirar o querosene e botar água", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email