Cruvinel: descompasso entre governo e Planalto compromete ajuste

A jornalista Tereza Cruvinel afirma, nesta terça (3), em postagem no seu blog no 247, que há um "descompasso" entre o tempo do governo e o tempo do Congresso, o que demonstra problemas na coordenação política do Palácio do Planalto; segundo ela, as dificuldades do governo na relação com o parlamento pode comprometer a economia de R$ 7 bilhões do ajuste fiscal com a queda do veto que altera o limite de correção do Imposto de Renda; ela lembra ainda que o Planalto continua sem um líder no Senado

A jornalista Tereza Cruvinel afirma, nesta terça (3), em postagem no seu blog no 247, que há um "descompasso" entre o tempo do governo e o tempo do Congresso, o que demonstra problemas na coordenação política do Palácio do Planalto; segundo ela, as dificuldades do governo na relação com o parlamento pode comprometer a economia de R$ 7 bilhões do ajuste fiscal com a queda do veto que altera o limite de correção do Imposto de Renda; ela lembra ainda que o Planalto continua sem um líder no Senado
A jornalista Tereza Cruvinel afirma, nesta terça (3), em postagem no seu blog no 247, que há um "descompasso" entre o tempo do governo e o tempo do Congresso, o que demonstra problemas na coordenação política do Palácio do Planalto; segundo ela, as dificuldades do governo na relação com o parlamento pode comprometer a economia de R$ 7 bilhões do ajuste fiscal com a queda do veto que altera o limite de correção do Imposto de Renda; ela lembra ainda que o Planalto continua sem um líder no Senado (Foto: Valter Lima)

247 - A jornalista Tereza Cruvinel afirma, nesta terça-feira (3), em postagem no seu blog no 247, que há um "descompasso" entre o tempo do governo e o tempo do Congresso, o que demonstra problemas na coordenação política do Palácio do Planalto. 

Segundo ela, as dificuldades do governo na relação com o parlamento pode comprometer a economia de R$ 7 bilhões do ajuste fiscal com a queda do veto que altera o limite de correção do Imposto de Renda. Ela lembra ainda que o Planalto continua sem um líder no Senado.

"O descompasso entre o tempo do governo e do Congresso reflete os problemas da coordenação política palaciana.  E para completar, o Governo está sem líder no Senado. O cargo era exercido por Eduardo Braga, que virou ministro. O senador Romero Jucá, do PMDB, teria sido sondado mas ele tem uma alegação: “Na reeleição do Renan para a presidência nós fizemos um acordo com o PT, de não reivindicar a liderança do Governo. Não estou recusando, apenas queremos honrar o combinado”. Na conjuntura em curso, a liderança do governo está mesmo mais para presente de grego do que para honraria política".~

Leia o texto na íntegra aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247