Cunha ameaça Chico Alencar

Segundo Lauro Jardim, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) relatou que teria em mãos provas de que Chico Alencar, vice-líder do PSOL na Câmara, fraudou documentos de suas prestações de contas de campanha para deputado em 2014; “Confirmada essa “ameaça” disparatada, ela apenas revelaria o desespero do parlamentar, e o jogo baixo da política que pratica, ao qual, após tantos mandatos, já estou acostumado – mas nunca conformado”, rebateu Alencar, que é autor do pedido de cassação de Cunha

Segundo Lauro Jardim, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) relatou que teria em mãos provas de que Chico Alencar, vice-líder do PSOL na Câmara, fraudou documentos de suas prestações de contas de campanha para deputado em 2014; “Confirmada essa “ameaça” disparatada, ela apenas revelaria o desespero do parlamentar, e o jogo baixo da política que pratica, ao qual, após tantos mandatos, já estou acostumado – mas nunca conformado”, rebateu Alencar, que é autor do pedido de cassação de Cunha
Segundo Lauro Jardim, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) relatou que teria em mãos provas de que Chico Alencar, vice-líder do PSOL na Câmara, fraudou documentos de suas prestações de contas de campanha para deputado em 2014; “Confirmada essa “ameaça” disparatada, ela apenas revelaria o desespero do parlamentar, e o jogo baixo da política que pratica, ao qual, após tantos mandatos, já estou acostumado – mas nunca conformado”, rebateu Alencar, que é autor do pedido de cassação de Cunha (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Ameaçado de cassação, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), partiu para o ataque e ameaçou Chico Alencar, vice-líder do PSOL na Câmara.

Segundo Lauro Jardim, ele relatou que teria em mãos provas de que Alencar fraudou documentos de suas prestações de contas de campanha para deputado em 2014 – “um material suficiente para pedir a cassação de Alencar”.

Autor do pedido de cassação de Cunha, Alencar rebate: "Cunha já me constrange, e aos demais deputados e deputadas, por estar sob tantas acusações e continuar na presidência da Casa onde exercemos nossos mandatos públicos. Minhas contas de campanha, aprovadas pela Justiça Eleitoral, são cristalinas e derivadas da contribuição nos limites legais de pessoas físicas, totalizando R$ 180.746,65 mil (um dos menores gastos entre os eleitos pelo RJ), estando à disposição da cidadania interessada no site no TSE. Confirmada essa “ameaça” disparatada, ela apenas revelaria o desespero do parlamentar, e o jogo baixo da política que pratica, ao qual, após tantos mandatos, já estou acostumado – mas nunca conformado."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email