Cunha deve ir ao STF contra ação na Câmara

Depois de dizer que a denúncia contra ele no Conselho de Ética da Câmara é "pífia", o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que, provavelmente, seu advogado, Marcelo Nobre, recorrerá na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ou no Supremo Tribunal Federal (STF), pois "alguma coisa ele vai fazer"

Depois de dizer que a denúncia contra ele no Conselho de Ética da Câmara é "pífia", o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que, provavelmente, seu advogado, Marcelo Nobre, recorrerá na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ou no Supremo Tribunal Federal (STF), pois "alguma coisa ele vai fazer"
Depois de dizer que a denúncia contra ele no Conselho de Ética da Câmara é "pífia", o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que, provavelmente, seu advogado, Marcelo Nobre, recorrerá na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ou no Supremo Tribunal Federal (STF), pois "alguma coisa ele vai fazer" (Foto: Gisele Federicce)

Iolando Lourenço - Repórter da Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse hoje (24) que está tranquilo em relação ao andamento do processo contra ele no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar, e a representação movida pelo PSOL e pelo Rede Sustentabilidade é "pífia e a questão é política".

"Eu estou absolutamente tranquilo. Eu acho que a representação é pífia. Ela apenas repete os trechos da acusação. Para você considerar que trecho de acusação feita pelo Ministério Público gere processo por quebra de decoro, tem 160 parlamentares aqui que respondem a inquérito no Supremo Tribunal Federal", disse o presidente da Câmara.

Segundo Eduardo Cunha, seu advogado, Marcelo Nobre, vai apresentar a defesa no Conselho de Ética na semana que vem, na hora da votação do parecer do relator, deputado Fausto Pinato (PRB-SP).

Cunha informou que delegou todas as iniciativas de defesa ao seu advogado. Indagado se o advogado irá recorrer das decisões do conselho, Cunha respondeu que, provavelmente, Marcelo Nobre recorrerá na Comissão de Constituição e Justiça ou no Supremo Tribunal Federal, pois "alguma coisa ele vai fazer".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247