Cunha diz que poderá decidir sobre impeachment até segunda

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta (26) que é possível que decida até a próxima segunda (30) autorizar ou arquivar os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff; segundo ele, estão prontos todos os pareceres em relação aos pedidos de impeachment; "Quem sabe segunda (30)? Novembro acaba na segunda-feira e eu ainda não estou inadimplente", disse

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta (26) que é possível que decida até a próxima segunda (30) autorizar ou arquivar os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff; segundo ele, estão prontos todos os pareceres em relação aos pedidos de impeachment; "Quem sabe segunda (30)? Novembro acaba na segunda-feira e eu ainda não estou inadimplente", disse
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta (26) que é possível que decida até a próxima segunda (30) autorizar ou arquivar os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff; segundo ele, estão prontos todos os pareceres em relação aos pedidos de impeachment; "Quem sabe segunda (30)? Novembro acaba na segunda-feira e eu ainda não estou inadimplente", disse (Foto: Valter Lima)

247 - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta-feira (26) que é possível que decida até a próxima segunda-feira (30) autorizar ou arquivar os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Segundo Cunha, estão prontos todos os pareceres em relação aos pedidos de impeachment, incluindo o assinado pelo ex-petista Hélio Bicudo e pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior, considerado o principal deles.

"Quem sabe segunda-feira (30)? Novembro acaba na segunda-feira e eu ainda não estou inadimplente. É possível (que eu decida sobre os pedidos)", disse ele, que prometeu que teria uma resposta formal em relação aos requerimentos protocolados até o final deste mês.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247