Cunha diz que terá decisão sobre impeachment em novembro

"Passei estudando bem o pedido principal e estou cobrando o parecer das assessorias para que eu possa formar o juízo. Obviamente que não conclui a leitura no fim de semana, mas fiz uma boa leitura deles. Tentarei ser o mais rápido possível, dentro do juízo da convicção. Vou ver se consigo fazê-lo no curso do mês de novembro", disse o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), nesta segunda (26)

"Passei estudando bem o pedido principal e estou cobrando o parecer das assessorias para que eu possa formar o juízo. Obviamente que não conclui a leitura no fim de semana, mas fiz uma boa leitura deles. Tentarei ser o mais rápido possível, dentro do juízo da convicção. Vou ver se consigo fazê-lo no curso do mês de novembro", disse o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), nesta segunda (26)
"Passei estudando bem o pedido principal e estou cobrando o parecer das assessorias para que eu possa formar o juízo. Obviamente que não conclui a leitura no fim de semana, mas fiz uma boa leitura deles. Tentarei ser o mais rápido possível, dentro do juízo da convicção. Vou ver se consigo fazê-lo no curso do mês de novembro", disse o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), nesta segunda (26) (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta segunda-feira (26) que deverá anunciar em novembro uma decisão sobre se dá ou não sequência ao principal pedido de impeachment contra Dilma Rousseff. O pedido é assinado pelos advogados Hélio Bicudo (ex-integrante do PT), Miguel Reale Júnior (ex-ministro da Justiça de Fernando Henrique Cardoso) e Janaína Paschoal.

"Passei estudando bem o pedido principal e estou cobrando o parecer das assessorias para que eu possa formar o juízo. Obviamente que não conclui a leitura no fim de semana, mas fiz uma boa leitura deles. Tentarei ser o mais rápido possível, dentro do juízo da convicção. Vou ver se consigo fazê-lo no curso do mês de novembro", disse.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247