Cunha e Temer: a dupla mais rejeitada do Brasil

Levantamento realizado pelo Instituto Ipsos entre os dias 2 e 13 de junho mostra um cenário mais do que ilustrativo sobre os dois principais responsáveis pela ruptura democrática vivenciada no Brasil atualmente; segundo o Ipsos, a rejeição ao interino Michel Temer chega a 70% dos brasileiros, enquanto o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB) é rejeitado por 79% da população; leia na íntegra o levantamento do Ipsos

Levantamento realizado pelo Instituto Ipsos entre os dias 2 e 13 de junho mostra um cenário mais do que ilustrativo sobre os dois principais responsáveis pela ruptura democrática vivenciada no Brasil atualmente; segundo o Ipsos, a rejeição ao interino Michel Temer chega a 70% dos brasileiros, enquanto o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB) é rejeitado por 79% da população; leia na íntegra o levantamento do Ipsos
Levantamento realizado pelo Instituto Ipsos entre os dias 2 e 13 de junho mostra um cenário mais do que ilustrativo sobre os dois principais responsáveis pela ruptura democrática vivenciada no Brasil atualmente; segundo o Ipsos, a rejeição ao interino Michel Temer chega a 70% dos brasileiros, enquanto o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB) é rejeitado por 79% da população; leia na íntegra o levantamento do Ipsos (Foto: Aquiles Lins)

247 - Levantamento realizado pelo Instituto Ipsos entre os dias 2 e 13 de junho mostra um cenário mais do que ilustrativo sobre os dois principais responsáveis pela ruptura democrática vivenciada no Brasil atualmente. 

A dupla formada por Michel Temer e Eduardo Cunha, presidente interino e presidente afastado da Câmara, é a mais rejeitada do Brasil na política. Segundo o Ipsos, a rejeição a Temer chega a 70% dos brasileiros, enquanto Cunha é rejeitado por 79% da população.

O levantamento também revela que a classe política foi dizimada pelos escândalos de corrupção decorrentes da Operação Lava Jato, pois todos os presidenciáveis tradicionais têm rejeição superior a 50%. É o caso de Marina Silva (56%), Aécio Neves (63%), Lula (68%), Geraldo Alckmin (55%) e José Serra (55%).

Clique aqui e leia na íntegra o levantamento do Ipsos.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247