Cunha tentou impedir envio de provas da Suíça

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e sua mulher, Cláudia Cruz, entraram com recurso na Câmara de Apelação Criminal do Tribunal Federal da Suíça para que o dinheiro depositado no exterior e documentos sobre contas secretas mantidas no país não fossem repassados pelo Ministério Público suíço à Procuradoria-Geral da República no Brasil, informou uma fonte ao jornal O Globo; se comprovado, o gesto de Cunha será visto como de quem visa dificultar o andamento das investigações; foi com esse motivo que executivos de empreiteiras tiveram prisão decretada pela Justiça na Operação Lava Jato

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e sua mulher, Cláudia Cruz, entraram com recurso na Câmara de Apelação Criminal do Tribunal Federal da Suíça para que o dinheiro depositado no exterior e documentos sobre contas secretas mantidas no país não fossem repassados pelo Ministério Público suíço à Procuradoria-Geral da República no Brasil, informou uma fonte ao jornal O Globo; se comprovado, o gesto de Cunha será visto como de quem visa dificultar o andamento das investigações; foi com esse motivo que executivos de empreiteiras tiveram prisão decretada pela Justiça na Operação Lava Jato
Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e sua mulher, Cláudia Cruz, entraram com recurso na Câmara de Apelação Criminal do Tribunal Federal da Suíça para que o dinheiro depositado no exterior e documentos sobre contas secretas mantidas no país não fossem repassados pelo Ministério Público suíço à Procuradoria-Geral da República no Brasil, informou uma fonte ao jornal O Globo; se comprovado, o gesto de Cunha será visto como de quem visa dificultar o andamento das investigações; foi com esse motivo que executivos de empreiteiras tiveram prisão decretada pela Justiça na Operação Lava Jato (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pode ter tentado atrapalhar o andamento das investigações contra ele na Suíça e no Brasil. Cunha é acusado de manter contas secretas no país europeu, por onde passaram dezenas de milhões de dólares em pagamento de propina, e alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal.

Segundo informações de uma fonte ao jornal O Globo, Cunha e sua mulher, a jornalista Cláudia Cruz, entraram com recurso na Câmara de Apelação Criminal do Tribunal Federal da Suíça para que o dinheiro depositado no exterior e documentos sobre as contas secretas não fossem repassados pelo Ministério Público suíço à Procuradoria-Geral da República no Brasil, comandada por Rodrigo Janot.

Segundo a reportagem, até o momento o pedido de Cunha e da mulher não foi julgado e há poucas chances de o deputado ter sucesso. Autoridades suíças já enviaram documentos à Procuradoria no Brasil e é provável que envie também o dinheiro bloqueado no país – quase R$ 10 milhões, em duas de quatro contas que têm o casal como beneficiário. Por conta das provas, há um segundo inquérito contra Cunha no STF.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email