Datafolha: Lula é o maior cabo eleitoral do País

Apontado em pesquisa Datafolha como a pessoa mais preparada para promover mudanças desejadas no próximo governo, 37% dos eleitores também dizem que votariam num candidato indicado por Lula, ou seja, na presidente Dilma Rousseff; o ministro Joaquim Barbosa levaria 21% a escolher seu candidato, número menor dos que jamais votariam num nome indicado por ele (39%), o que demonstra seu irrisório capital político; ex-presidente FHC influenciaria apenas 12% – atrás ainda de Marina Silva (18%)

Apontado em pesquisa Datafolha como a pessoa mais preparada para promover mudanças desejadas no próximo governo, 37% dos eleitores também dizem que votariam num candidato indicado por Lula, ou seja, na presidente Dilma Rousseff; o ministro Joaquim Barbosa levaria 21% a escolher seu candidato, número menor dos que jamais votariam num nome indicado por ele (39%), o que demonstra seu irrisório capital político; ex-presidente FHC influenciaria apenas 12% – atrás ainda de Marina Silva (18%)
Apontado em pesquisa Datafolha como a pessoa mais preparada para promover mudanças desejadas no próximo governo, 37% dos eleitores também dizem que votariam num candidato indicado por Lula, ou seja, na presidente Dilma Rousseff; o ministro Joaquim Barbosa levaria 21% a escolher seu candidato, número menor dos que jamais votariam num nome indicado por ele (39%), o que demonstra seu irrisório capital político; ex-presidente FHC influenciaria apenas 12% – atrás ainda de Marina Silva (18%) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – A pesquisa Datafolha revelada neste final aponta o ex-presidente Lula como a pessoa mais preparada para dar um novo rumo ao País, à frente de potenciais rivais como Marina Silva, Aécio Neves e Eduardo Campos. No que diz respeito aos votos em si, Lula teria 52%.

Além disso, novos dados divulgados confirmam o ex-presidente na posição de cabo eleitoral mais influente do país, com 37%, taxa similar à verificada no levantamento realizado em outubro (38%).

Em "segundo lugar", mas apenas aparentemente, vem Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, com influência em um quinto do eleitorado, o equivalente a 21% das preferências. No entanto, 39% jamais votariam num nome indicado por ele, o que demonstra que ele mais atrapalha do que ajuda um candidato.

Já o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) figura em quarta colocação, atrás ainda de Marina Silva (18%), aliada do presidenciável Eduardo Campos (PSB). O tucano não conseguiu reduzir a rejeição aos candidatos que apoia. Apenas 12% seguiriam sua indicação para votar.

PUBLICIDADE

Com relação ao índice de rejeição ao candidato que apoia, Lula teria 35%, Barbosa 39%, Marina 41% e FHC 57% (leia mais).

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email