Datafolha mostra que Lula mantém força eleitoral

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo revela que o ex-presidente Lula ainda é apontado como o melhor presidente da história pelos brasileros, com 50% da preferência nacional; FHC aparece em segundo lugar com 15%, seguido de Getúlio Vargas com 6%; no entanto, se as eleições presidenciais fossem hoje, haveria um empate técnico entre o senador Aécio Neves (PSDB/MG) e Lula; Aécio teria 33% das intenções de voto, contra 29% de Lula; confira a análise de Eduardo Guimarães sobre o Datafolha

Datafolha mostra que Lula mantém força eleitoral
Datafolha mostra que Lula mantém força eleitoral
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania

Só há uma surpresa na pesquisa Datafolha feita e divulgada com o propósito evidente de vitaminar os protestos deste domingo. Perguntados sobre em quem votariam se Dilma caísse e fossem convocadas novas eleições, 33% declararam voto em Aécio Neves e 29% no ex-presidente Lula.

Como a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, o tucano e o petista estão tecnicamente empatados.

Outro dado surpreendente mostra que Lula, apesar de ter indicado Dilma para sucedê-lo em 2010 e ter apoiado a reeleição dela em 2014, está disparado na frente de todos os outros ex-presidentes em toda história do país. Porém, bem atrás do petista vem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na segunda posição.

 

Esse dado surpreende em um momento em que Dilma atinge sua mais baixa taxa de aprovação. Como se vê, o lucro do PSDB com o naufrágio estrondoso de Dilma não é tão grande. Um candidato a presidente tucano, ao enfrentar um petista, aparece em situação pouco melhor do que a que se viu em 26 de outubro do ano passado.

Abaixo, o gráfico sobre a situação de Dilma

 

A explicar a situação de Dilma, está a percepção de quase pânico da população sobre a situação da economia no futuro próximo.

 

O que move a maioria da população a esse verdadeiro estado de pânico a ponto de querer tirar Dilma do poder sem nem saber o que virá em seguida é, obviamente, o pânico em relação ao que deve acontecer na economia.

Como já se vê demissões, aqui e ali, em ritmo maior, e como os aumentos de energia e gasolina insinuam forte alta da inflação, apesar de terem sido aumentos localizados, tornou-se verossímil que o país está afundando.

A situação política de Lula obviamente que é bem pior do que há poucos meses, mas ser capaz de enfrentar um tucano de igual para igual no meio desse bombardeio incessante contra o PT mostra que a oposição está lucrando muito menos do que pensa com a crise política.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247